Zelensky denuncia falta de unidade entre países ocidentais

zelensky_denuncia_falta_de_unidade_entre_paises_ocidentais.jpg
Entornointeligente.com /

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky , denunciou nesta quarta-feira a falta de unidade entre os países ocidentais quanto à guerra na Ucrânia, mais de três meses após o início da invasão russa.

«A minha pergunta é: existe unidade, na prática [no Ocidente] Não me parece», lamentou, durante um discurso por videoconferência no fórum económico de Davos, na Suíça, em que sublinhou precisar «do apoio de uma Europa unida».

«Existe unidade sobre a adesão da Suécia e da Finlândia à NATO? Não . Então o Ocidente está unido? Não», acrescentou.

O presidente ucraniano disse ainda que o ponto forte da Ucrânia era «a unidade dentro do país, que agora depende da unidade do Ocidente, de ser forte e de apoiar firmemente a Ucrânia» contra a Rússia.

«A nossa grande vantagem sobre a Rússia será quando estivermos verdadeiramente unidos. Precisamos do apoio de uma Europa unida», precisou, criticando, no entanto, a posição do homólogo húngaro, Viktor Orbán , relutante nesta fase em impor um embargo ao petróleo russo: «Algo não está certo com a Hungria», afirmou.

Foco no Donbass Na noite anterior à intervenção em Davos, Zelensky falou aos ucranianos para dizer que a Rússia está a utilizar tudo à sua disposição na batalha pela região Leste do Donbass . «Praticamente todo o poder do exército russo, o que quer que tenha sobrado, está a ser lançado na ofensiva. Liman, Popasna, Severodonetsk, Slaviansk: os ocupantes querem destruir tudo lá», disse o chefe de Estado ucraniano.

O governador de Lugansk, Serhiy Haidai, também disse que a situação «está à beira de ser crítica» e que a região do Leste da Ucrânia «é agora como Mariupol «, cidade deixada em ruínas por ataques russos.

«Agora, para a região de Lugansk, é o momento mais difícil nos oito anos da guerra», disse Haidai, na terça-feira, referindo-se ao início do conflito com os separatistas apoiados pela Rússia, em 2014. «Os russos estão a avançar em todas as direcções ao mesmo tempo, trouxeram um número absurdo de caças e equipamento.»

Haidai falou de «bombardeamentos cada vez mais intensos» e acrescentou que «o exército russo pretende destruir completamente Severodonetsk», uma cidade estratégica no território separatista de Lugansk. » Severodonetsk está a ser destruída 24 horas por dia», declarou o autarca regional.

«Estão a largar bombas dos aviões através de [sistemas de foguetes de lançamento múltiplo] Grad e Smerch e artilharia», revelou em declarações a um canal de televisão ucraniano. Seis pessoas morreram e oito ficaram feridas, escreve a BBC .

Segundo Haidai, a situação na cidade está «muito difícil», uma vez que as tropas russas conseguiram aproximar-se o suficiente para bombardear a zona com morteiros». com Reuters

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com