Vencedor da etapa de ontem abandona Giro após acidente com rolha nos festejos

Entornointeligente.com /

Biniam Girmay, o primeiro ciclista eritreu a vencer uma etapa em grandes Voltas, foi esta quarta-feira forçado a desistir do Giro devido a uma hemorragia no olho esquerdo, resultante do incidente com a rolha do espumante na terça-feira.

Relacionados giro.  Biniam Girmay vence 10.ª etapa e João Almeida mantém o segundo lugar

«Após o incidente no pódio, exames médicos revelaram uma hemorragia na câmara anterior do olho esquerdo de Biniam Girmay. A lesão está a evoluir de forma positiva e será acompanhada pela equipa médica da equipa nos próximos dias» , indicou o médico da Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux, citado em comunicado da formação belga.

Piet Daneels prossegue explicando que, «de modo a minimizar o risco de expansão da hemorragia e da pressão intraocular, é fortemente recomendável evitar atividade física» .

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever «A nossa prioridade é completar a recuperação da lesão e é por isso que decidimos, em conjunto com o corredor e os diretores desportivos, que Biniam não estará à partida da 11.ª etapa» da Volta a Itália, completou o médico.

Na terça-feira, enquanto celebrava a vitória na 10.ª etapa do Giro no pódio em Jesi, conseguida diante do neerlandês Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix), Girmay acertou com uma rolha de espumante num olho.

© Luca Bettini / AFP

O ciclista de Asmara, de 22 anos, recebeu as flores costumeiras e, ao pegar na garrafa de espumante para festejar, a rolha da mesma soltou-se e acertou-lhe no olho esquerdo.

O primeiro eritreu a vencer uma etapa numa grande Volta ainda prosseguiu com o protocolo do pódio, mas depois foi assistido pela equipa médica da Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux e da própria organização e foi transportado para o hospital para exames adicionais, confirmou na terça-feira a RCS Sport ao portal Cycling News.

Devido a este ‘infeliz’ incidente, o jovem corredor, que já tinha feito história ao ser o primeiro subsariano a triunfar numa das grandes ‘clássicas’, ao impor-se na Gent-Wevelgem, despede-se do Giro depois de ter escrito nova — e rara — página no livro da diversidade no desporto.

Nas pisadas do britânico Chris Froome, um homem nascido no Quénia que acabou a vencer as três grandes Voltas, o eritreu tornou-se na terça-feira o primeiro negro africano a vencer uma etapa numa dessas corridas.

«Hoje, infelizmente, não vou começar a corrida, porque preciso de algum descanso para ‘fortalecer’ o meu olho» , disse Girmay, num vídeo partilhado pela sua equipa, em que diz estar «bem» e agradece todo o apoio que recebeu.

A 11.ª etapa do Giro liga esta quarta-feira Santarcangelo di Romagna a Reggio Emília, no total de 203 quilómetros.

LINK ORIGINAL: Diario Noticias

Entornointeligente.com