Tudo tem a sua origem (causa e efeito): o stress pós-traumático e a depressão » EntornoInteligente

Tudo tem a sua origem (causa e efeito): o stress pós-traumático e a depressão

tudo_tem_a_sua_origem_28causa_e_efeito_29_o_stress_pos_traumatico_e_a_depressao.jpg

Entornointeligente.com / Há dias, quando escrevia sobre depressão e ansiedade, com tudo o que isso tem (ainda) de tabu e de delicado, não me debrucei propriamente sobre o início. A pressa do nosso quotidiano faz-nos procurar bálsamos, soluções rápidas para os efeitos, julgando-os, sem dedicar especial tempo às causas.

A propósito, escrevia que é fácil chamar ignorantes às pessoas , o difícil é fazer por perceber a razão pela qual elas o são. É transversal a todos os assuntos: a origem/causa é fulcral para o entendimento de um determinado fenómeno.

Soube, há uns anos, que sofro de stress pós-traumático. Estava tudo lá, simplesmente nunca quis saber (também porque, durante muito tempo, não o sabia, efectivamente). Culpei-me, anos a fio, por situações sobre as quais não tinha o mínimo controlo. O transtorno de stress pós-traumático, a que alguns chamam ou chamarão “mais uma doença da moda”, explica-se através de reacções disfuncionais muito ou moderadamente intensas e desagradáveis, que têm início, ou que se manifestam, após a ocorrência de um evento traumático.

A pessoa afectada, por algum impulso exterior ou interior, poderá reviver esse evento, experienciando dor e ansiedade, transportando o momento passado para o momento presente que está a viver. Muitas pessoas são afectadas de tal maneira que ficam marcadas para a vida, ocasionando efeitos persistentes e graves, debilitando-as. Há três sentimentos na linha da frente deste transtorno: medo, impotência ou terror.

É possível que a pessoa tenha vivenciado um único evento traumático ou, como ocorre com frequência, vários eventos traumáticos: eu entro para a estatística da segunda possibilidade. Ainda não se sabe por que razão um dado evento traumático pode causar TSPT vitalício a algumas pessoas, mas não causar absolutamente nada a outras. O TSPT não desaparece totalmente, mas geralmente fica menos intenso com o passar do tempo. No entanto, algumas pessoas ficam (gravemente) incapacitadas/incomodadas/incapazes de agir. Eu penso que fico a meio caminho entre ambas.

Sintomas? A situação visita-nos a qualquer momento, bastando para isso um qualquer gatilho que nos remeta para lá; efeitos negativos sobre os pensamentos (uma mistura de ansiedade com sofrer por antecipação com tensão, alerta, atitude defensiva) e o humor; reacções desconexas e tidas como estranhas; experienciar raiva por não se conseguir reverter a situação. Há ainda, dentro do TSPT, a questão da personalidade esquiva: quando a pessoa evita, de forma persistente, actividades, situações ou pessoas que possam recordá-la do trauma (e que funcionam como um gatilho). Sou uma dessas pessoas (embora, nos tempo que correm, esteja muito melhor).

“Tudo isto, ou retalhos disto, ou pequenos farrapos disto, poderão desembocar numa depressão. É quase certo que o faça. ” Partilhar citação Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter É comum as pessoas não se conseguirem lembrar de partes do evento traumático, a chamada amnésia dissociativa . No meu caso, tentei reprimir (algo que não é, a médio ou longo prazo, possível) as memórias, durante anos, com os riscos inerentes, como o entorpecimento emocional, a dificuldade de concentração e, até, problemas em adormecer . Nota: o sentimento de culpa é muito frequente.

Algumas pessoas acabam por desenvolver alguns rituais tendo por finalidade, crê-se, aliviar a ansiedade: roer as unhas, arrancar cabelos, ranger os dentes, morder as mãos (já fiz todos!). Tudo isto, ou retalhos disto, ou pequenos farrapos disto, poderão desembocar numa depressão. É quase certo que o faça. Muita gente sofre de depressão e não sabe.

Linhas de Apoio e de Prevenção do Suicídio em Portugal SOS Voz Amiga

Lisboa

Das 16h às 24h

213 544 545 – 912 802 669 – 963 524 660

Linha Verde gratuita – 800 209 899 (Entre as 21h e as 24h)

Conversa Amiga

Inatel

Das 15h às 22h

808 237 327

210 027 159

Vozes Amigas de Esperança de Portugal

Voades-Portugal

Das 16h às 22h

222 030 707

Telefone da Amizade

Porto – Desde 1982

Das 16h às 23h

228 323 535

Voz de Apoio

Porto

Das 21h às 24h

225 506 070

Todas estas linhas são de duplo anonimato — garantido tanto a quem liga como a quem atende. Para encaminhamento, a linha do SNS24 (808 24 24 24) é assumida por profissionais de saúde.

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon www.smart-reputation.com

Cafecito Informativo

Smart Reputation

Noticias de Boxeo

Boxeo Plus
Boxeo Plus
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Adscoins

Smart Reputation

Smart Reputation