Saskia e Jack queriam ajudar vítimas de crimes. Morreram no ataque na London Bridge - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

Três dias após o ataque terrorista que ocorreu junto à Ponte de Londres, começam a conhecer-se alguns dados sobre as duas vítimas mortais. Saskia Jones, de 23 anos e Jack Merritt, de 25 anos, estudaram Criminologia na Universidade de Cambridge e sonhavam em perseguir carreiras na área.

Segundo a imprensa britânica, Saskia Jones era voluntária numa instituição e adorava ajudar vítimas de crime. “Ela pretendia viver uma vida plena e tinha uma sede pelo conhecimento. A sua maior paixão passava por dar apoio a vítimas de crimes e de injustiças. A sua morte deixa um vazio enorme nas nossas vidas”, afirmou um porta-voz da família em comunicado.

O interesse por esta área tinha levado recentemente a jovem a inscrever-se num programa de recrutamento da polícia, de forma a obter uma especialização no apoio a vítimas.

Também Jack Merritt que sonhava em construir um futuro com a sua namorada, ambicionava ter uma carreira nesta área, ajudando vítimas de crimes, mas também os próprios criminosos. “O Jack amava o que fazia e vivia de acordo com os seus princípios. Ele acreditava na redenção e na reabilitação, não na vingança. E procurava também sempre ajudar os oprimidos”, afirmou um familiar numa nota divulgada à imprensa.

Entretanto, o pai de Jack Merritt apelou ao Governo britânico para não usar o ataque terrorista que vitimou o seu filho para fins políticos. “Não usem a morte do meu filho e as suas fotos e as fotos da colega dele para promoverem a vossa propaganda vil. O Jack opunha-se a tudo o que vocês representam: ódio, divisão, ignorância”, escreveu David Merritt no Twitter.

O pai de Jack pediu ainda para que a morte do seu filho não sirva para justificar “julgamentos draconianos” para os criminosos, depois de o primeiro-ministro Boris Johnson ter afirmado que iria tomar medidas com vista a assegurar que os autores de crimes graves não fiquem em liberdade condicional em poucos anos.

Esta segunda-feira, decorrem várias vigílias em homenagem às vítimas do ataque terrorista na London Bridge. Centenas de pessoas estão também a depositar flores, velas e postais em homenagem às duas vítimas mortais junto ao local do crime.

O principal suspeito do atentado de sexta-feira foi identificado pelas autoridades como Usman Khan, de 28 anos. O indivíduo –que foi abatido pela polícia – contava já com antecedentes criminais, tendo sido detido em fevereiro de 2012 por crimes de terrorismo. Em dezembro de 2018, Usman Khan acabou por sair em liberdade condicional.

LINK ORIGINAL: expresso

Entornointeligente.com

Allanamiento a las oficinas de EntornoInteligente

Adscoins New Single

Adscoins

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation