Só aos 30 anos nos tornamos adultos, dizem neurocientistas - EntornoInteligente

Entornointeligente.com / A lei diz que é a partir dos 18 anos que nos tornamos adultos — com todos os direitos e deveres que isso concede —, mas, segundo neurocientistas da Universidade de Cambridge, esta idade estará longe daquela em que os nossos cérebros se desenvolvem totalmente.

A idade em nos tornamos adultos varia consoante as pessoas e não pode ser definida por uma barreira concreta, defendem. “O que estamos a dizer é que ter uma definição de quando se passa da infância para a idade adulta parece cada vez mais absurdo”, afirma Peter Jones, professor da Universidade de Cambridge, citado pela BBC. “É uma transição com muitas nuances , que toma lugar ao longo de três décadas”, acrescenta.

É uma transição com muitas mais nuances, que toma lugar ao longo de três décadas Peter Jones, professor da Cambridge University, citado pela BBC Partilhar citação Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Mais populares Pedro Nuno Santos, a sua mulher e o PS – Opinião de João Miguel Tavares i-album África Ciclone Idai: em Moçambique, há uma aldeia com 2500 crianças a 24 horas de ficar submersa i-album Nova Zelândia “O cinto de segurança salvou-lhe a vida”: campanha recria ferimentos em sobreviventes de acidentes O tema foi abordado em antecipação a uma reunião da Academy of Medical Sciences em Oxford, centrada em desenvolvimento cerebral.

Os cientistas apontam, por isso, que devem ter tidas em conta as discrepâncias entre aquilo que a ciência tem demonstrado e a forma como a sociedade está organizada. Ou seja, é importante para sistemas como o da educação, da saúde ou o legal estabelecer estas definições, comenta Peter Jones.

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público.

Subscrever × Porém, acredita o investigador, juízes com experiência conseguem reconhecer a diferença entre um arguido de 19 anos e um “verdadeiro criminoso” nos seus 30 e muitos anos.

Daniel Geschwindm, professor da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, alerta para que, por motivos práticos, os sistemas educacionais tendem a focar-se nos grupos, em vez de nos indivíduos, sublinhando o grau de variação individual no desenvolvimento do cérebro, escreve o Independent .

Os cientistas apontaram ainda para a ideia de que durante a adolescência e na casa dos 20 anos, as pessoas são mais susceptíveis a desenvolver problemas de saúde mental.

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com

Advertisement

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation