PORTUGAL: Carlos Santos Silva tinha um milhão de euros em cofre no banco - EntornoInteligente

Diario Noticias / Carlos Santos Silva, o empresário que é suspeito de ser testa-de-ferro de José Sócrates e que, tal como o antigo primeiro-ministro, foi detido na operação Marquês, guardava um milhão de euros em dinheiro vivo num cofre no banco.

Segundo o jornal i , na semana de novembro em que José Sócrates e Carlos Santos Silva foram detidos, uma equipa de procuradores do Ministério Público, agentes da Autoridade Tributária e o juiz Carlos Alexandre fizeram buscas numa agência do Barclays, no centro de Lisboa, tendo descoberto um cofre em nome de Santos Silva onde estava guardado o dinheiro.

Na altura, o juiz de instrução já tinha dado ordem para que as contas bancárias em nome de Carlos Santos Silva fossem congeladas, mas a suspeita levou-o a investigar também o cofre, confirmando que lá se encontrava o elevado montante. O milhão de euros foi então depositado na conta de Santos Silva no Barclays, para que ficasse igualmente congelado. Se ficar provado, indica o jornal, que o dinheiro arrestado tem efetivamente origem ilícita, não será devolvido ao titular, revertendo a favor do Estado.

As contas do Barclays em nome de Carlos Santos Silva têm sido cuidadosamente seguidas e analisadas pela equipa de investigação, cujo interesse não se esgota na conta do BES que terá sido movimentada para comprar a casa onde José Sócrates residia em Paris, assim como os apartamentos em nome da mãe do ex-primeiro ministro e também para levantar montantes que depois seriam entregues a Sócrates em mãos.

Con Información de Diario Noticias

Entornointeligente.com




Instagram

Username or hashtag @entornointeligente is incorrect.