Ponte Preta volta a perder na Série B - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

Joóo Vitor Rezende/EC

Roger observa Allan Vieira dominar a bola: Ponte Preta levou sufoco praticamente durante toda a partida disputada no Estádio Germano Kruger

Em mais uma atuação irregular, a Ponte Preta sofreu nova derrota e vai se complicando cada vez mais na briga para voltar ao G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando no Estádio Germano Kruger, ontem à noite, em Ponta Grossa, perdeu de 2 a 1 do Operário, de virada, e segue com 31 pontos, a quatro da zona de acesso. Em 10º lugar, o time cairá ainda mais na tabela, já que a partida foi apenas a primeira desta 23ª rodada. Edson abriu o placar no início da etapa final, mas Felipe Augusto marcou duas vezes para os donos da casa, logo depois. A Ponte tomou sufoco do time da casa durante praticamente todo o primeiro tempo. Aos 3’, Marcelo levantou a bola na área, Felipe Augusto deu um leve toque e a bola passou raspando a trave. Aos 13′, Allan Vieira bateu falta com violência, Ivan fez a defesa parcial, a bola acertou o travessão e, por sorte, retornou para o goleiro. E a pressão era intensa. Aos 18′, Marcelo, Felipe Augusto e Lucas Batatinha fizeram boa triangulação pelo lado esquerdo da zaga campineira até que a bola foi adiantada e Ivan saiu dando um chutão pela lateral. E tinha mais. Aos 22′, Rodrigo se livrou de Camilo e mandou de fora da área. Ivan se esticou e jogou o perigo para escanteio. Aos 34′, Reginaldo errou no recuo e Felipe Augusto só não marcou porque Ivan saiu do gol mais uma vez e se antecipou ao atacante. O único lance ofensivo da Ponte na etapa inicial aconteceu aos 41′ depois de um erro da zaga paranaense. Roger dominou, escapou em velocidade, mas finalizou em cima do goleiro Rodrigo Viana. O segundo tempo começou com a mesma velocidade do Operário. No primeiro minuto, Marcelo mandou de longe, a bola desviou em Reginaldo, mas Ivan estava atento e fez uma belíssima defesa. Aos 4′, a Ponte atacou pela direita e, depois de passe na medida, Edson apareceu na área e com uma cavadinha tirou do goleiro para marcar 1 a 0. Mas nem deu tempo para comemorar. Aos 6′, em jogada pela direita da zaga, o time da casa deixou tudo igual no marcador quando Felipe Augusto recebeu de Batatinha e tocou no canto de Ivan: 1 a 1. Num contra-ataque mortal, o Operário virou o placar aos 10′. Felipe Augusto dominou pouco além da linha do meio-campo, arrancou pela esquerda e tocou na saída do goleiro Ivan: 2 a 1. O técnico Gilson Kleina fez modificações que deixaram o time mais ofensivo, mas o adversário se fechou bem na defesa e conseguiu segurar o resultado. A Macaca agora volta suas atenções para o confronto com o Paraná, em Curitiba, dia 25, já podendo contar com os meias Renato Cajá e Lucas Mineiro.
LINK ORIGINAL: Correio Popular

Entornointeligente.com

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation