Petição para mudar sistema eleitoral entra no Parlamento - EntornoInteligente

Entornointeligente.com / Um ano depois de pela primeira vez ter sido apresentado ao Presidente da República um esboço de uma reforma do sistema eleitoral, os promotores da petição entregam-na, pelas 11.00 ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, com sete mil assinaturas, mais três mil do que as necessárias para que os deputados a tenham de debater.

A delegação que vai entregar a petição pública “Legislar o poder dos cidadãos escolherem os seus deputados” será composta, além de José Ribeiro e Castro, por João Duque, presidente do Conselho Consultivo da SEDES, Maria João Louro, Fernando Teixeira Mendes, Margarida Corrêa de Aguiar, Sofia Afonso Ferreira, Margarida Mercês de Mello e Ana Marta Castro.

Entre as pessoas que assinaram a petição destacam-se o antigo presidente da Assembleia da República, Mota Amaral, o vocalista do GNR, Rui Reininho.

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Entre os que apoiam uma mudança que permita um novo regime eleitoral à alemã – ou seja, mantendo os círculos plurinominais já existentes, com listas fechadas e ordenadas pelos partidos, e criando um sistema de voto duplo que permita aos eleitores votar tanto no partido da sua preferência como no deputado em que confiam, através de círculos uninominais – estão dois antigos presidentes da Assembleia da República, Mota Amaral e Francisco Oliveira Dias, e os antigos ministros Silva Peneda e Miguel Cadilhe.

Contam-se ainda o antigo presidente da Câmara de Cascais António Capucho, o médico Gentil Martins, o jornalista Afonso Camões, o empresário José Roquette, o ex-candidato à Presidência da República Henrique Neto, o ex-governador de Macau Rocha Vieira e vários militares, como os almirantes António Balcão Reis e Nuno Vieira Matias.

Por uma “questão simbólica”, o antigo líder do CDS José Ribeiro e Castro, um dos promotores da iniciativa, diz que gostaria de entregar a petição na Assembleia da República, a par do projeto de lei de cidadãos para mudar a lei, a 19 de janeiro. Data em que foi entregue ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, uma reflexão sobre o sistema eleitoral. Reflexão feita pela SEDES e a Associação para a Democracia de Qualidade (APDQ), da qual o antigo líder centrista é porta-voz.

Ribeiro e Castro garante ao DN ter uma “grande crença” na proposta de uma mudança para um sistema eleitoral tipo alemão. “É a solução dos problemas que as pessoas detetam no atual sistema eleitoral português e devolve a representatividade dos cidadãos no Parlamento.” Além disso, sublinha, “também melhorará o funcionamento dos partidos políticos, que tem vindo a degradar-se”.

LINK ORIGINAL: Diario Noticias

Entornointeligente.com

Smart Reputation

104151