Oposição brasileira consegue assinaturas para investigar atuação de Sérgio Moro na Lava Jato - Mundo - Correio da Manhã - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

Deputados de diversos partidos de oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro conseguiram reunir o número mínimo de assinaturas para criar uma CPI, Comissão Parlamentar de Inquérito, que apure as supostas irregularidades do ex-juiz e, hoje ministro da Justiça, Sérgio Moro na condução da operação anti-corrupção Lava Jato. Esta operação condenou mais de 100 arguidos, entre eles o ex-presidente Lula da Silva. O número mínimo de assinaturas de parlamentares exigido pelas normas internas do parlamento para a instauração de uma CPI, 171, foi alcançado na passada quinta-feira.

O pedido baseia-se, entre outros aspetos, nos vazamentos feitos nas últimas semanas pelo portal online de investigação The Intercept Brasil de mensagens privadas trocadas entre Moro e o chefe do Ministério Público na Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol, que parecem mostrar que ambos combinavam ações e versões, às vezes alegadamente à margem da lei, para conseguirem condenar arguidos. Pela lei brasileira um juíz só julga e, por isso, tem de manter total isenção entre os defensores e os acusadores dos arguidos, não podendo favorecer nem agir em conjunto com alguma das partes.

Assinam o pedido desta investigação deputados do Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Comunista do Brasil (PC do B) e Partido Socialista Brasileiro (PSB), entre outros. O documento foi entregue esta sexta-feira ao setor de protocolo da Câmara dos Deputados, que vai agora verificar cada assinatura e confirmar se os parlamentares mantém o apoio ao pedido ou querem retirá-lo. Depois, se não houver nenhuma desistência, o pedido será encaminhado ao presidente da casa, Rodrigo Maia, que o acatará ou não.
LINK ORIGINAL: Correio da manha

Entornointeligente.com

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation