Olhares díspares sobre JP Rodrigues, panorâmica sobre JR Guerra da Mata

olhares_dispares_sobre_jp_rodrigues_2C_panoramica_sobre_jr_guerra_da_mata.jpg
Entornointeligente.com /

Dos realizadores portugueses da geração de 1990, João Pedro Rodrigues foi um dos que mais demorou a chegar à longa-metragem (só ultrapassado por Jorge Cramez ) e talvez o mais tardio a assinar um filme em nome próprio fora do âmbito escolar (terminou o Conservatório de Cinema em 1988, mas seria necessário passar quase uma década para que realizasse a curta Parabéns! , de 1997). Nascido no mesmo ano de Teresa Villaverde , 1966, e um ano mais novo que Joaquim Sapinho , começaria por colaborar com esses dois realizadores, ora na montagem ( A Idade Maior , 1991), ora como assistente de realização ( Longe Daqui , 1993), ora no guarda-roupa ( Corte de Cabelo , 1996, já em parceria com João Rui Guerra da Mata). Nessa primeira fase pós-curricular, colaborou ainda, de diferentes modos, com cineastas de gerações anteriores à sua, nomeadamente com Rita Azevedo Gomes (em O Som da Terra a Tremer , 1991), Jorge Silva Melo (em vários filmes) e Alberto Seixas Santos ( Mal , 1999).

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com