O que é e como se transmite a varíola-dos-macacos?

o_que_e_e_como_se_transmite_a_variola_dos_macacos_.jpg
Entornointeligente.com /

Mais de 20 casos suspeitos de infecção pelo vírus da varíola-dos-macacos foram identificados em Portugal, durante o mês de Maio. A Direcção-Geral da Saúde informou esta quarta-feira que cinco dos casos suspeitos foram confirmados. Os casos suspeitos e confirmados são todos na região de Lisboa e Vale do Tejo. Ainda não há confirmação da origem dos casos.

O que é este novo vírus? O vírus da varíola-dos-macacos é semelhante ao da varíola – que erradicámos em 1980. É um vírus que provoca uma doença rara e que não dissemina facilmente entre humanos.

Apesar de o nome não o indicar, o vírus está presente sobretudo entre roedores e no continente africano. A varíola-dos-macacos foi descoberta inicialmente em 1958 devido a dois surtos em colónias de macacos (daí o nome), sendo que o primeiro caso em humanos foi registado na República Democrática do Congo em 1970.

Como se transmite? A infecção através deste vírus está associada ao contacto com animais ou ao contacto próximo com pessoas infectadas ou materiais contaminados. A doença não é de fácil transmissão, sendo que pode ser transmitido a partir de dentadas ou arranhões de animais, ou através de gotículas no ar (tosse, espirros) ou fluidos (como suor) de uma pessoa infectada.

A transmissão também pode acontecer a partir do contacto com animais mortos ou do consumo de carne de caça.

Quais são os sintomas? Os sintomas de varíola-dos-macacos são geralmente leves e não causam doença grave na maioria dos infectados. No entanto, os primeiros sintomas incluem febre, arrepios, dor de cabeça, dores musculares, o inchaço dos nódulos linfáticos ou cansaço extremo. Um sintoma comum, entre um e cinco dias após a febre, é o desenvolvimento de erupções cutâneas na cara e no corpo.

As lesões provocadas pela doença podem causar comichões ou dor. No entanto, como a maioria dos casos provoca doença leve, os sintomas desaparecem espontaneamente duas a três semanas após a infecção.

Que outros casos houve no passado? O último surto significativo de varíola-dos-macacos foi em 2003, com origem no Gana, e infectou 47 pessoas nos Estados Unidos. O ponto de origem do surto foi um contentor de importação de animais, alguns deles infectados com o vírus e que contagiaram um vendedor de animais – iniciando o surto.

Os casos de varíola-dos-macacos são mais comuns no continente africano, onde têm sido reportados vários casos anualmente – devido a menores taxas de vacinação e maior proximidade a animais potencialmente infectados.

No último ano, os Estados Unidos confirmaram também dois casos de varíola-dos-macacos, importados da Nigéria. Na Europa, o Reino Unido registou um caso em 2019, aos quais se somam agora sete identificados este mês .

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com