O piloto passou mal: relembre casos em que passageiros assumiram controle da aviões

o_piloto_passou_mal_relembre_casos_em_que_passageiros_assumiram_controle_da_avioes.png
Entornointeligente.com /

RIO — Um passageiro sem qualquer conhecimento ou experiência em aviação pousou um avião particular no Aeroporto Internacional de Palm Beach, na Flórida, nos EUA, após o piloto passar mal, nesta terça-feira. O caso chamou a atenção pela coragem de Darren Harrison, de 39 anos, que é design de interiores na empresa de seu pai, Dennis, na cidade de Lakeland, na Flórida.

Designer de interiores:  Quem é o passageiro que pousou avião monomotor na Flórida

Esta, no entanto, não foi a primeira vez na história que um passageiro assumiu um avião por conta de problemas com pilotos. Relembre casos emblemáticos:

‘Trabalho notável’ Em outubro de 2013, o passageiro de um voo com destino a Humberside, na Inglaterra, assumiu o controle da aeronave depois que o piloto desmaiou. Antes, no entanto, o comandante havia comunicado a situação de emergência pelo rádio. Em seguida, o passageiro assumiu os controles e foi orientado por dois instrutores de voo em terra sobre como realizar o pouso.

Roy Murray, um dos controladores, disse, na ocasião, que o passageiro não tinha experiência e realizou um «trabalho notável», segundo a BBC. Polícia, bombeiros e equipes de ambulância já haviam sido chamados ao aeroporto para preparar um resgate em caso de incidentes.

— Ele não conhecia o layout do avião, não tinha luzes acesas, então estava voando às cegas também. Acho que ele já havia voado uma vez como passageiro, mas nunca havia pilotado um avião antes — contou Murray, dizendo que a prioridade era tentar manter o homem calmo.

‘Só sabia que tinha que mantê-lo calmo’:    controlador de tráfego aéreo fala sobre ajuda a passageiro na Flórida

Ele conta que, após o pouso bem sucedido, houve aplausos na sala de controle do aeroporto quando o avião pousou com segurança, já na quarta tentativa.

— É uma sensação fantástica saber que provavelmente salvei a vida de alguém — destacou Murray.

O passageiro e o piloto eram as únicas pessoas a bordo, que decolou do aeródromo de Sandtoft, a 40 km de distância do local do pouso.

Aventura aos 80 anos Uma americana passou 90 minutos de um voo aprendendo a manusear um avião Cessna depois que seu marido, que pilotava a aeronave, desmaiou enquanto estava no comando. Por fim, Helen Collins conseguiu pousar com sucesso o avião, que já estava ficando sem combustível.

PUBLICIDADE Apesar do pouso «milagroso», o marido de Helen, John Collins, de 81 anos, não sobreviveu. Um filho do casal, Richard Collins, comentou a sensação de tristeza pela morte do pai e alegria pelo fato de a mãe ter sobrevivido.

— Eu não posso nem dizer a ela como operar um computador, muito menos pousar um avião. Foi muito difícil. Achei que ia perder os dois — disse Richard à ABCNews.

Condenado por violência doméstica:   Brasileiro é preso nos EUA por ter arsenal em casa sem permissão

John e Helen Collins estavam voando da Flórida para Wisconsin. O marido havia dito que não estava se sentindo bem dias antes da viagem.

— Ele não estava certo. Você poderia dizer que algo estava errado. Ele disse que estava com dor no pescoço — disse Richard. — Ele me ligou e perguntou onde eu estava. Eu disse que estava no aeroporto esperando por ele, e ele disse que estaria lá em 20 minutos.

Helen Collins ligou para uma torre de controle aéreo para dizer que «seu marido, o piloto da aeronave, estava tendo algum tipo de emergência médica e não respondeu na aeronave», de acordo com um relatório do Gabinete do Xerife do Condado de Door.

LINK ORIGINAL: OGlobo

Entornointeligente.com