O bruxo e o imã nos seus labirintos infernais: dois thrillers em Cannes

o_bruxo_e_o_ima_nos_seus_labirintos_infernais_dois_thrillers_em_cannes.jpg
Entornointeligente.com /

As reacções da imprensa internacional no Festiva de Cannes a Alma Viva , de Cristèle Alves Meira , primeira longa-metragem de ficção da realizadora luso-francesa que se estreou há dias na secção Semana da Crítica, começam a aparecer e são surpreendentes: do Le Monde («um filme de contornos enigmáticos que consegue reunir num só gesto o trivial e o espiritual, a dureza do quotidiano e o brilho alegre de uma canção»), ao Libération , do Estado de São Paulo («narrativa inquieta, de uma elegância notável, na fotografia de Rui Poças, génio da imagem») aos anglo-saxónicos, como o site Deadline (uma » charming coming of age story «) ou o Screen International : Alma Viva é «um pequeno trabalho, delicado mas envolvente, que com muito cuidado mantém a sua referência ao sobrenatural firmemente ancorada no realismo».

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com