Moro condena ex-dirigente da Transpetro a 12 anos e seis meses de prisão + - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

25/06/2018 – Jornal do Brasil. /

O juiz federal Sérgio Moro condenou nesta segunda-feira, 25, o ex-gerente de Suporte Técnico de Dutos e Terminais Norte-Nordeste da Transpetro José AntÃ’nio de Jesus a 12 anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. O magistrado fixou o regime fechado para cumprimento de pena.

José Jesus foi acusado pela força-tarefa da Operação Lava Jato de receber R$ 7,5 milhões em propinas, pagas pela empresa NM Engenharia entre 2009 e 2014. Os subornos, segundo o Ministério Público Federal, eram pagos em função de licitações, contratos e aditivos firmados entre a NM Engenharia e a Transpetro e correspondiam a 0,5% dos 49 contratos e 14 aditivos, que totalizaram aproximadamente R$ 1,5 bilhão.

Na mesma sentença, foram condenados o empresário Luiz Fernando Nave Maramaldo, da NM Engenharia, e o engenheiro Adriano Silva Correia – 3 anos e dez meses em regime aberto por lavagem de dinheiro.

Como é delator, Maramaldo não vai cumprir a pena de 11 anos e oito meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro imposta por Moro. O juiz da Lava Jato adotou a pena acertada no acordo do empresário com a Procuradoria-Geral da República.

Sérgio Moro decretou, “em decorrência da condenação pelo crime de lavage”, a interdição de José AntÃ’nio de Jesus e Adriano Silva Correia “para o exercício de cargo ou função pública ou de diretor, membro de conselho ou de gerência das pessoas jurídicas referidas no art. 9 da mesma lei pelo dobro do tempo da pena privativa de liberdade cominada pelo crime de lavagem”. A sanção não se aplica a Luiz Fernando Maramaldo, delator.

Defesas

A reportagem está tentando contato com os citados. O espaço está aberto para suas manifestações de defesa.

Entornointeligente.com

Advertisement

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation