Líderes europeus atribuem ao Reino Unido responsabilidade de fazer concessões para acordo » EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

O negociador britânico do Brexit, David Frost, disse no Twitter que estava “desapontado”. “Também estou surpreso com a sugestão de que, para se chegar a um acordo, todos os movimentos futuros devem vir do Reino Unido“, acrescentou

BRUXELAS – A União Europeia imputou ao Reino Unido a responsabilidade de fazer transigências para alcançar uma nova parceria econômica, advertindo que o país deve se preparar para interrupções comerciais em menos de 80 dias caso não haja um acordo. A ameaça provocou uma reação fria do lado britânico, cujo negociador se disse “desapontado”.

O ultimato aconteceu no primeiro dia de uma cúpula de dois dias em Bruxelas com o objetivo de discutir a relação comercial entre o bloco europeu e Londres. Os 27 líderes europeus buscam um equilíbrio delicado entre firmeza e abertura para manter negociações.

O Reino Unido deixou a UE em janeiro, e atualmente as relações são regidas por um regulamento de transição. O país deixará a união aduaneira em 31 de dezembro deste ano. Desde o início de 2020, os dois lados tentam chegar a um acordo sobre como funcionará sua relação comercial a partir de 2021.

Rússia: UE e Reino Unido impõem sanções a aliados de Putin após envenenamento de Navalny

Mesmo após ser aprovado, o acordo ainda deve ser ratificado por Londres e pelas 27 capitais europeias antes do final do ano. Por isso, os negociadores estão em uma corrida desesperada contra o relógio.

Em um comunicado, os europeus destacaram três principais pontos de discórdia: regras relacionadas a igualdade de condições entre as partes (subsídios governamentais), governança e leis de pesca.

“O Conselho Europeu  registra com preocupação que os progressos nas questões essenciais de interesse para a União ainda não são suficientes para se chegar a um acordo”, diz a nota. “Neste contexto, o Conselho Europeu convida o principal negociador da União a prosseguir as negociações nas próximas semanas e apela ao Reino Unido para que tome as medidas necessárias para tornar possível um acordo”.

PUBLICIDADE Negociadores dos dois lados mal fizeram qualquer progresso nesta semana, e a UE não está mais tão confiante quanto antes de que Johnson não cumprirá sua ameaça de abandonar as discussões, disseram dois funcionários da UE. Para mostrar-se também firme, em um sinal de que a mensagem da UE deve ser levada a sério, os líderes europeus tomaram a rara decisão de publicar um comunicado ainda antes de iniciar a maior parte da discussão.

Justiça europeia: Lei de Orbán que fechou universidade fundada por George Soros é considerada ilegal

O encontro entre os países europeus também exige equilíbrio entre países como a França, que temem ter grandes prejuízos na pesca, e outros Estados membros que não querem arriscar o colapso das negociações.

Durante o encontro, usando máscaras e mantendo distância em meio a um novo pico de infecções de Covid-19 na UE, o mais veemente entre os líderes do bloco reunidos foi justamente o presidente francês, Emmanuel Macron.

— Em nenhum caso, nossos pescadores serão sacrificados pelo Brexit — disse Macron. — Se os termos certos não puderem ser alcançados ao final dessas discussões, estamos prontos para que não haja um acordo em nossas relações futuras.

O negociador britânico do Brexit, David Frost, disse no Twitter que estava “desapontado”. “Também estou surpreso com a sugestão de que, para se chegar a um acordo, todos os movimentos futuros devem vir do Reino Unido“, acrescentou.

PUBLICIDADE Extrema direita em xeque: Série de reportagens aborda a política pós-pandemia na Europa

Em sua declaração nesta sexta-feira, é incerto se o premier britânico Boris Johnson deve apostar na possibilidade de um Brexit sem acordo. A imprensa britânica considera inclusive a possibilidade de  Johnson se retirar totalmente das negociações. Aliados seus disseram que ele “não tem pressa”, sugerindo que o primeiro-ministro pode levar mais tempo para tomar uma posição fir

Pouco antes de os líderes iniciarem suas discussões, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que estava se retirando para se isolar porque um membro de sua equipe teve teste positivo para a Covid-19. Ela acrescentou que seu próprio teste deu negativo.

Embora seja improvável que a ausência dela altere substancialmente o resultado do debate de quinta-feira, isso significa que a cúpula perdeu alguém que o Reino Unido considera um de seus aliados mais úteis para persuadir Macron a suavizar sua posição.

Johnson conversou com von der Leyen na noite de quarta-feira, dizendo que estava “decepcionado” com a falta de progresso nas negociações.

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon
>

Más info…

Smart Reputation

Prince Julio César en NYFW 2020

Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Prince Julio Cesar en el New York Fashion Week Spring Summer 2021

Publicidad en Entorno

Advertisement

Adscoins

Smart Reputation