Joan Jonas: os sete ofícios de uma pioneira revisitados em Serralves - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

” Performer é um termo que me foi atribuído há muito tempo, mas não foi uma ideia minha [risos].” Joan Jonas está no sítio certo para fazer uma afirmação como esta. Para uma conversa sobre a retrospectiva que o Museu de Serralves lhe dedica a partir desta sexta-feira, a artista norte-americana (Nova Iorque, 1936) escolheu a sala onde até 1 de Setembro poderá ser vista  The Juniper Tree , obra que resume grande parte do seu trabalho. Trata-se de um cenário para uma performance de 1976, transformado mais tarde numa instalação em que o desenho, a música e a fotografia têm um papel relevante. Daí a sua alergia em relação à palavra performer : “É só uma parte do que faço. Sou uma artista visual que usa a performance, o vídeo, o desenho e a instalação.”

Mais populares Arquitectura Siza Vieira não esperava ter projecto em Nova Iorque aos 85 anos América do Sul No Brasil há desfiles de crianças para adopção. E isso gera revolta i-album Interior Despovoamento: as histórias de quem viu partir toda a gente

Continuar a ler
LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation