Hortelã e manjericão ajudam a afastar insetos - Sociedade - Correio da Manhã - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

Verão é sinónimo de Sol, calor, praia, férias, mas também de insetos. As picadas são desagradáveis e podem ainda ser perigosas, já que há risco de transmissão de doenças. Para afastar os insetos, há quem recorra a repelentes e inseticidas em borrifador, mas a utilização deste tipo de produtos tem sido relacionada ao aumento do número de casos de alergias. Há, no entanto, soluções naturais, disponíveis quer nas farmácias, quer em hipermercados, para afastar mosquitos. Os mais conhecidos têm na sua composição hortelã-pimenta ou manjericão e há quem defenda que ter estas plantas em casa, assim como um borrifador de maçã, já são medidas preventivas porque, de acordo com os especialistas, os insetos não gostam de odores intensos. Há também produtos naturais com dupla ação: além de repelentes, são também indicados para aplicação após uma picada. A dupla ação é conseguida através da conjugação de algumas plantas específicas na composição do produto. Se por um lado são capazes de afastar os mosquitos, por outro, refrescam a pele e reduzem a sensação de comichão e de desconforto. Árvore-do-chá, citronela de Java, hortelã-pimenta, são plantas com este tipo de características e, por isso, recomendadas para substâncias como repelentes. Uma outra opção natural passa pela compra de óleos essenciais à base destas plantas. Os óleos podem ser aplicados diretamente na pele. Nas farmácias há ainda adesivos e pulseiras repelentes. Os adesivos protegem uma área de aproximadamente um metro e duram cerca de 8 horas. Já as pulseiras têm duração de um mês. As duas opções contêm óleos essenciais. Conselho da semana Evitar a acumulação de águas paradas em garrafas de vidro ou até nos pratos dos vasos das plantas, colocar a fruta no frigorífico, fechar sempre os sacos do lixo, são medidas que podem ajudar a evitar a presença de mosquitos em casa. Deve também evitar ter luzes acesas durante a noite. Os insetos noturnos, como as melgas, por exemplo, guiam-se pela luz. Em caso de necessidade, opte por lâmpadas anti-insetos. Rui Nogueira, pres. da Ass. de Medicina Geral e Familiar “Colocar gelo em cima da picada” CM – O que fazer em caso de picada?

Rui Nogueira – O útil é colocar gelo em cima da picada, já que é uma forma de fazer vasoconstrição local e evitar que se crie infeção. Na prática limita-se o efeito à zona da picada. Caso não seja possível a aplicação de gelo, é conveniente recorrer-se a água fria corrente. Este é o primeiro passo; depois, é conveniente aplicar um anti-histamínico.

– Quando é que se deve procurar ajuda médica com uma picada de inseto?

– Normalmente não é necessária ajuda médica. No entanto, se a picada desencadear febre ou uma outra reação extensa, como vermelhidão, ou que dure mais de um dia e meio a dois dias, a pessoa terá de ser vista porque pode ser uma reação alérgica e precisar de corticoides.

Continuar a ler
LINK ORIGINAL: Correio da manha

Entornointeligente.com

Advertisement

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation