'Hoje ele cassou minha decisão, amanhã pode ser a de um colega', diz Marco Aurelio após discussão com Fux; leia entrevista » EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

BRASÍLIA – O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), não mudou de ideia sobre a decisão em que mandou soltar o traficante André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap , com base num trecho do pacote anticrime segundo o qual a prisão preventiva precisa ser reanalisada a cada 90 dias. Mas, derrotado no plenário da Corte, afirmou que passará a seguir a orientação da maioria. Por nove votos a um, o STF referendou a decisão do presidente da Corte — o ministro Luiz Fux, que havia revogado a determinação de Marco Aurélio — e estipulou que o descumprimento do prazo de 90 dias não leva automaticamente à liberdade. É necessário que o juiz do caso reanalise a questão para decidir se mantém ou não a prisão preventiva.

Entenda:   A divergência no STF que soltou da prisão o traficante André do Rap

O senhor vai continuar mantendo o entendimento pessoal do senhor? Diante da decisão do plenário, na [Primeira] Turma [que ainda vai julgar o habeas corpus de André do Rap], vou ressalvar. É o que eu faço em todos os casos. O plenário bateu o martelo, eu observo. A maioria é uma maioria acachapante. O colegiado é um órgão democrático por  excelência. Eu tenho só que continuar refletindo sobre o tema.

Em outros processos que tratem da reavaliação da necessidade da prisão preventiva a cada 90 dias, o senhor também vai passar a decidir de forma diferente? Vou, sempre ressalvando, sempre ressalvando. Continuo convencido de que o Congresso legislou e eu não posso modificar a lei, mas paciência. O Supremo, no colegiado maior [plenário], se pronunciou de forma contrária, de que não há ilegalidade [na manutenção da prisão depois de 90 dias]. Eu não posso decidir individualmente, e também no órgão fracionário [a Primeira Turma do STF, da qual ele faz parte], de forma diferente. Tenho que ressalvar o convencimento.

Confira:   Fux ‘não é superior’ aos demais e quis ‘jogar para a turba’, diz Marco Aurélio sobre prisão de traficante

Sobre a possibilidade de o presidente revogar ou não decisão de outro ministro, o senhor acha que isso… Acho que ficou o alerta. Ele até não gostou quando eu citei aquela máxima popular do cesteiro que faz um cesto faz um cento. Hoje ele cassou a minha decisão. Amanhã pode cassar a de um colega. E esse poder eu não concebo.

PUBLICIDADE O plenário deveria discutir isso? A matéria esteve colocada. Agora resolveram antecipar o julgamento do habeas corpus, que está sob a minha relatoria e que compete à [Primeira] Turma apreciar. Prevaleceu a ótica de que o caso seria excepcionalíssimo. Excepcionalíssimo por quê? Por que sob a minha relatoria? Excepcionalíssimo pelo envolvimento de um traficante? Foi o que que eu falei. As regras que revelam garantias não são acionadas por nós, homens médios. São acionadas por quem cometeu desvio de conduta. Mas, paciência, paciência, estou no colegiado.

Acompanhe:   Julgamento de caso de traficante tem embate entre Fux e Marco Aurélio

O senhor mantém então a crítica de autoritarismo, de viés totalitário do presidente Fux? Eu não retirei. Você me viu retirar? O presidente realmente ficou agastado, mas não retirei. Continuo entendendo. Eu fui presidente [do STF] de 2001 a 2003. Jamais pensei em cassar decisão sozinho de um colega. Nunca pensei. Isso não passa pela minha cabeça e não passará até eu deixar a capa. Ou seja, nós ombreamos, nós somos iguais. E eu disse quando eu fiz a saudação na posse dele.

LINK ORIGINAL: OGlobo

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon
>

Más info…

Smart Reputation

Prince Julio César en NYFW 2020

Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Prince Julio Cesar en el New York Fashion Week Spring Summer 2021

Publicidad en Entorno

Advertisement

Adscoins

Smart Reputation