Governo guineense encerra serviços de fiscalização de passageiros em Safim - África - Correio da Manhã - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

O primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, ordenou o encerramento imediato do funcionamento de todos os serviços de fiscalização de passageiros na localidade de Safim, a 15 quilómetros a norte de Bissau. “Não se pode colocar em causa a liberdade e circulação de pessoas e bens”, afirmou no sábado Aristides Gomes, sublinhando que aquele serviço não está regulamentado pelo Estado. O posto de controlo de Safim era feito através de uma corda que impedia a circulação livre na única estrada que dá acesso à capital guineense. No local, os passageiros eram obrigados a descer do veículo para a apresentação de documentos e, em certos casos, para a revista do automóvel. “A liberdade de circulação de pessoas e bens não pode ser posta em causa sob pretexto de maior rigor no controlo das entradas e saídas ou de melhorar as nossas receitas internas”, observou Aristides Gomes, que estava acompanhado do ministro do Interior, Juliano Fernandes, e de vários responsáveis das alfândegas e da polícia. O primeiro-ministro guineense defendeu que o Estado dispõe de estruturas competentes, ao abrigo da lei, para recolher, fiscalizar e canalizar as receitas para o Tesouro Público, pelo que, notou, não precisa de qualquer posto de controlo nas estradas.
LINK ORIGINAL: Correio da manha

Entornointeligente.com

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation

160185