Google Street View permite regresso ao passado no telemóvel

google_street_view_permite_regresso_ao_passado_no_telemovel.jpg
Entornointeligente.com /

Para comemorar os 15 anos do sistema Street View, a Google vai permitir ver como diferentes cidades mudaram desde 2007 com o telemóvel. Por exemplo, vai ser possível recordar a construção da Torre da Liberdade, em Nova Iorque, ao longo dos anos. A funcionalidade existe desde 2014 no computador, mas chega esta terça-feira ao telemóvel por ocasião do aniversário do Street View.

Para aceder a imagens históricas de um local a partir de um telemóvel (seja iOS ou Android), bastará carregar em qualquer ponto da imagem e escolher «ver mais datas». A empresa também anunciou funcionalidades para entrar em restaurantes e edifícios para explorar o ambiente antes de uma visita.

Foto O Street View vai permitir recordar o passado através do telemóvel Google Foi em 2007 que o co-fundador da Google, Larry Page, começou a trabalhar numa tecnologia para visitar digitalmente espaços em todo o mundo através de fotografias em 360º. Ao todo, em 2022, há registos de mais de cem países e territórios. Desde 2009 que o serviço recolhe imagens de Portugal — o Palácio Nacional da Pena, em Sintra, o Mosteiro dos Jerónimos e o Castelo de São Jorge, em Lisboa, e o Castelo de Guimarães, são alguns dos monumentos portugueses disponíveis para visita na plataforma.

A Google salienta que só publica imagens de locais públicos. «A privacidade é muito importante. Só partilhamos imagens daquilo que se veria num local público e imagens e caras são automaticamente desfocadas», explica ao PÚBLICO Ethan Russel, responsável pela gestão do Google Maps. «Usamos inteligência artificial para catalogar e perceber as imagens que obtemos. Mas só categorizamos coisas que são do conhecimento geral: como ‘tem janelas’, ‘isto é um negócio'», clarifica Russel.

Em 2010, o sistema foi alvo de atenção negativa quando se descobriu que o projecto Street View estava a acumular informação privada através de redes de Wi-Fi públicas de mais de 30 países. Em 2019, a Google concordou em pagar 13 milhões de dólares (12,2 milhões de euros) para resolver uma acção colectiva devido ao erro.

O Street View incorpora um formulário que permite aos utilizadores queixarem-se de imagens suas que encontrem através do sistema. Isto inclui imagens de propriedades e veículos. Depois de recebida a queixa, a imagem em questão deixa temporariamente de aparecer no serviço até a empresa decidir o que fazer – isto pode passar pela remoção e substituição por uma nova imagem.

Por ocasião do 15º aniversário, a empresa também anunciou uma nova câmara, mais pequena e mais leve (pesa cerca de seis quilogramas) que é compatível com uma gama mais ampla de veículos, incluindo carros eléctricos. Para a Google, isto permite uma recolha de imagens mais sustentáveis. O facto de a câmara ser mais leve também vai facilitar o seu empréstimo durante colaborações com parceiros internacionais.

​ Grande parte das imagens da Google em sítios remotos são recolhidas através de câmaras Trekker, um aparelho circular composto por múltiplas câmaras numa espécie de antena que segue presa a uma mochila. Desde 2013 que a multinacional empresta as câmaras Trekker aos exploradores interessados em expandir o alcance da funcionalidade ao filmar e fotografar as suas viagens.

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com

Smart Reputation
Smart Reputation

Smart Reputation

Más información