Giannessi representa o bom momento do ténis italiano » EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

Alessandro Giannessi é o último representante do ténis italiano na quarta edição do Lisboa Belém Open. O tenista de 30 anos teve a infelicidade de ter defrontar um compatriota na segunda ronda do challenger lisboeta, o veterano Paolo Lorenzi, mas esse é um “risco” que muitos italianos correm dada a quantidade de tenistas transalpinos no assalto ao topo do ranking.

Mais populares Covid-19. Portugal ultrapassa os 2000 casos diários, mas pode chegar aos 3000. Morreram mais sete pessoas Covid-19: filha denuncia infecção da mãe em hospitais de Lisboa i-album Exposição Da Ausonia ao Emoneura, há anúncios vintage para ver no Museu da Farmácia “É uma loucura, temos mais de 20 jogadores no top-250 e há muitos jogadores novos, mas também jogadores mais velhos que ainda competem. Acho que é o melhor momento do ténis italiano”, frisou Giannessi (164.º) após vencer Lorenzi (134.º), de 38 anos, por 7-5, 6-3, num “encontro muito difícil”.

Giannessi e Lorenzi são dois dos 16 italianos classificados no top-180, dos quais sete entre os 100 primeiros. Para o jogador nascido há 30 anos em La Spezia, há uma explicação. “A federação fez um bom trabalho ao organizar muitos torneios challenger , que são importantes para os jogadores mais novos. Ter 20 ou mais challengers num ano é muito bom para nós, permite-nos competir no nosso país, semana após semana, e melhorar o nosso ténis. E também temos muito bons treinadores em Itália e é importante continuar este trabalho”, revelou Giannessi, que já esteve no 84.º posto.

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público.

Subscrever × Destaque igualmente para a vitória do espanhol Jaume Munar (112.º do ranking), cabeça de série n.º 1 do torneio, sobre o qualifyer croata Borna Gojo (256.º), por 6-1, 7-6 (7/5). “Fiz um sólido encontro. Ele é um bom jogador com um bom serviço, mas consegui fazer o meu jogo. A responder, tentei colocar a bola dentro e quando consegui estar um pouco mais confortável, tentei pressionar mais”, afirmou o atleta da Academia de Rafael Nadal.

A jornada terminou com as vitórias de duas duplas lusas. Nuno Borges/Francisco Cabral derrotaram Dmitry Popko e Tsung-Hua Yang, por 6-2, 6-1, e Tiago Cação/João Monteiro eliminaram Damir Dzumhur e Pedja Krstin, num encontro em que o mau feitio do ex-número 23 do mundo ficou mais uma vez comprovado. Quando o par português liderava, por 4/2, o match tie-break – que, nesta variante, substitui o terceiro set –, Dzumhur alegou um bloqueio no pé direito e abandonou.

Nesta quinta-feira, será a vez dos portugueses ainda em prova em singulares disputarem a segunda eliminatória: às 11h, Gonçalo Oliveira (285.º) tem encontro marcado com o cazaque Popko (178.º); não antes das 13h30, Nuno Borges defronta o brasileiro Guilherme Clezar (270.º); a seguir, Pedro Sousa (111.º) mede forças com o francês Hugo Grenier (248.º).

Continuar a ler
LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon
>

Más info…

Smart Reputation

Prince Julio César en NYFW 2020

Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Prince Julio Cesar en el New York Fashion Week Spring Summer 2021

Publicidad en Entorno

Advertisement

Adscoins

Smart Reputation