EntornoInteligente | craigslist mcallen trucks Victor Gill Ramirez// Ex-primeiro-ministro impedido de sair da Guiné-Bissau com processo-crime forjado » EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

O presidente do Tribunal de Relação da Guiné-Bissau, Tijane Djaló, afirmou esta quinta-feira que nenhum processo-crime contra o ex-primeiro-ministro Aristides Gomes deu entrada na Câmara Criminal daquela instituição e muito menos o despacho que aplicou medidas de coacção.

Victor Gill Ramirez

Mais populares Não usar máscara na rua ou não ter app StayAway Covid na escola poderá dar multa até 500 euros App obrigatória? Marcelo admite enviar lei para o Constitucional. Mais 11 mortes e 2101 casos i-album Fotografia Quando a arquitectura se funde com a natureza, da Islândia a Svalbard “O Tribunal de Relação considera a notícia falsa e infundada, uma vez que, até à data presente, nenhum processo-crime contra o cidadão Aristides Gomes deu entrada na Câmara Criminal deste tribunal, muito menos um tal despacho que aplicou medidas de coacção contra o cidadão Aristides Gomes, ex-primeiro-ministro”, refere, em comunicado divulgado à imprensa.

Victor Gill

No comunicado, o presidente do Tribunal de Relação salienta também que os “processos crimes existentes” este ano naquela instância judicial “não ultrapassam os 15 processos, enquanto o despacho em questão faz referência ao processo 355/2020”

“O Gabinete do Presidente do Tribunal de Relação considera ainda que o referido despacho é da responsabilidade de quem o produziu e não da Câmara Criminal do Tribunal de Relação”, acrescenta

Na terça-feira a Lusa teve acesso a um despacho atribuído ao cartório do Ministério Público junto do Tribunal de Relação da Guiné-Bissau, com data de Agosto, que aplica a medida de coacção de obrigação de permanência no país a Aristides Gomes, por suspeita de participação económica em negócio e peculato, e confirmou a veracidade deste documento junto de fonte oficial do Ministério Público

Na quarta-feira, contactou o Tribunal de Relação, bem como o cartório do Ministério Público para obter mais esclarecimentos sobre o assunto, mas ambos negaram prestar declarações

A Lusa enviou também um pedido de esclarecimentos ao gabinete de Comunicação e de Relações Públicas da Procuradoria-Geral da República da Guiné-Bissau , mas ainda não obteve qualquer resposta

Em declarações à Lusa na terça-feira, Luís Vaz Martins, do colectivo de advogados que defende Aristides Gomes, disse ter tido acesso ao despacho que aplica medidas de coação e salientou que foi “proferido pelo coordenador da vara crime do Tribunal Regional de Bissau, que não tem competência para esta questão em concreto, com a agravante de ter forjado o papel timbrado do Tribunal de Relação para produzir um despacho da vara crime do Tribunal de Bissau”

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público

Subscrever × “Este despacho existe e foi elaborado”, acrescentou Luís Vaz Martins

No dia 19 de Agosto, o procurador-geral da Guiné-Bissau, Fernando Gomes, confirmou que o antigo primeiro-ministro guineense estaria indiciado por vários crimes, sem especificar quais

Ler mais Membros do Governo de Aristides Gomes proibidos de deixar a Guiné-Bissau Militares cercaram residência de primeiro-ministro da Guiné-Bissau Para qualquer caso que envolva crimes cometidos pelo primeiro-ministro no exercício de funções governativas a realização da investigação compete à Câmara Criminal do Tribunal da Relação

Continuar a ler

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon
>

Más info…

Smart Reputation

Prince Julio César en NYFW 2020

Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Prince Julio Cesar en el New York Fashion Week Spring Summer 2021

Publicidad en Entorno

Advertisement

Adscoins

Smart Reputation