Enem deste ano terá 30 minutos a mais para prova de ciências e matemática - EntornoInteligente

Entornointeligente.com / OGlobo /

RIO – Os candidatos que prestarem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano terão 30 minutos a mais no segundo dia de provas, que contemplará as disciplinas Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. Segundo o edital do concurso, publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial da União, os estudantes terão cinco horas para responderem às questões. As inscrições estarão abertas entre os dias 7 e 18 de maio, com pagamento da taxa até 23 de maio.

Veja também Leia redações que tiraram acima de 950 no Enem Jovens conquistam milhares de seguidores nas redes sociais compartilhando resumos escolares ‘Quero servir de motivação para alunos de escola pública’, diz 1º lugar em Direito na UFBA Enem2017: leia uma redação que tirou nota 1000

De acordo com o calendário do concurso, os candidatos que desejam solicitar a isenção da taxa de inscrição deverão fazê-lo entre 2 a 11 de abril, mesmo período para que os ausentes no exame do ano passado que receberam a isenção justifiquem as faltas. Candidatos isentos que faltaram as provas do Enem 2017 e não justificarem não terão direito à isenção da taxa de inscrição, de R$ 82, o mesmo valor cobrado em 2017.

Candidatos que desejarem usar o nome social deverão apresentar o pedido entre os dias 28 de maio e 3 de junho.

As provas serão realizadas em dois domingos consecutivos. Em 4 de novembro serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias, com duração de 5 horas e meia. No dia 11 de novembro será a vez de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, com cinco horas de duração.

DIREITO À ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

Terão direito à isenção da taxa de inscrição os estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio em escola da rede pública. O direito também se estende a candidatos que tenham cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capital igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

Estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, de famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) – com renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou com renda familiar mensal de até três salários mínimos -, também terão direito à isenção. Neste ano, o direito também será concedido a estudantes que participaram do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja 2017) e tenha obtido proficiência que possibilite certificação na área de conhecimento em que se inscreveu.

Publicidade

O Ministério da Educação tenta conter os prejuízos causados por candidatos que conseguem a isenção e não fazem as provas. Segundo balanço do Enem 2017, 35% dos estudantes isentos faltaram os dois dias de prova, gerando perdas de R$ 152,25 milhões. Por isso, todos os isentos faltosos na última edição do exame terão que apresentar justificativa para conseguir nova isenção.

A justificativa requer apresentação de atestado médico, documento judicial, certidão pública ou boletim de ocorrência para comprovar e justificar a ausência no exame. Declaração emitida pelo próprio participante ou pelos pais ou responsáveis não serão aceitas.

DIREITOS HUMANOS NAS REDAÇÕES

Questão polêmica no exame do ano passado, a regra que exigia dos candidatos respeito aos direitos humanos nas redações foi retirada no edital deste ano. Desde 2013 o Enem exigia que os estudantes não desrespeitassem os direitos humanos, sob pena de nota zero, mas ano passado uma decisão judicial suspendeu a regra.

Enem deste ano terá 30 minutos a mais para prova de ciências e matemática

Con Información de OGlobo

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Entornointeligente.com

Add comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Follow Me

.