Em Taubaté, a história da Ford se confunde com a da família Carvalho. E com a de tantas outras... » EntornoInteligente

Em Taubaté, a história da Ford se confunde com a da família Carvalho. E com a de tantas outras…

em_taubate_2C_a_historia_da_ford_se_confunde_com_a_da_familia_carvalho_e_com_a_de_tantas_outras_.jpg

Entornointeligente.com / TAUBATÉ (SP) – Não é possível contar a história recente de Taubaté (SP) sem mencionar as montadoras de automóveis, tanto quanto não dá para falar da família Carvalho sem citar a fábrica da Ford, que fechou as portas nesta terça-feira após quase 53 anos de atividade no município.

Entenda : os 5 principais fatores que levaram a Ford a desistir de produzir automóveis no Brasil

Por três gerações, os Carvalho participaram da fabricação de modelos que vão do Corcel ao Ka.

O patriarca João, 74 anos, sabe que trabalhou por exatos 23 anos, cinco meses e nove dias na planta, até se aposentar, em 1996. Seus filhos Marcelo e Márcio, um de seus netos, além de sobrinhos e dezenas de amigos também atuaram durante a maior parte de suas vidas profissionais na fábrica.

A concentração da produção da montadora na Argentina e no Uruguai deve provocar a demissão de 5 mil empregados no Brasil e no país vizinho. Assim como a família Carvalho, muitas de Taubaté viveram da fábrica nas últimas décadas.

Tem carro da Ford? Veículos devem perder valor, e estoques terão desconto

– Entrei em 4 de junho de 1973 como operador de fundição e aprendi o trabalho na prática. Foi meu único emprego, antes eu trabalhava na roça. Produzi de Corcel a Scort e sempre gostei de lá, eu criei meus filhos com esse trabalho – diz João.

Márcio, filho mais velho de João, trabalhou dos 14 aos 47 anos na unidade, onde entrou como estagiário de fundição e saiu como coordenador de um laboratório de engrenagens.

Anúncio de fechamento de fábricas da Ford gera protestos em Taubaté, em São Paulo Decisão da montadora encerrar produção no Brasil pegou trabalhadores de surpresa Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo Sidicalista discursa para funcionários que protestam contra o fechamento de fábrica da Ford, em Taubaté Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo Trabalhadores protestam contra fechamento de fábrica da Ford em Taubaté Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo Trabalhadores protestam contra fechamento de fábrica da Ford em Taubaté Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo Funcionários observam manifestação de colegas contra fechamento de fábrica Foto: Agência O Globo Pular PUBLICIDADE Trabalhadores ficaram sabendo do fato pela imprensa e por grupos de WhatsApp Foto: Agência O Globo A reestruturação dos negócios da multinacional na América do Sul deve resultar de imediato em 5.000 demissões, a maioria no Brasil Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo – Foram 33 anos, seis meses e cinco dias de trabalho, até que eu aderi ao PDV em junho de 2020 e pedi minha aposentadoria no INSS – diz ele, que postou a contagem do tempo ao se despedir dos colegas em uma rede social.

PUBLICIDADE O irmão mais novo, Marcelo, não teve a mesma sorte. Aos 38 anos, nove deles como funcionário da Ford, ele é um dos 830 que serão dispensados com o fim da fábrica.

A trajetória da Ford no Brasil 1984 – Na fábrica de São Bernardo do Campo, então sua principal unidade no Brasil, a Ford usa um Del Rey para comemorar 2 milhões de unidades produzidas pela marca desde 1957 Foto: Divulgação – 12/07/1984 2015 – Funcionário verifica o controle de qualidade e inspeção na fábrica da Ford em Camaçari, Bahia Foto: Paulo Fridman / Corbis via Getty Images – 27/07/2015 2008 – Linha de montagem do novo Ka, na fábrica de São Bernardo do Campo, reformada à época para produção no modelo Foto: Davilym Dourado / Valor – 11/03/2008 2006 – Operários de empresas parceiras tranalham na montagem de portas de carros, dentro da linha de montagem da Ford, na fábrica de Camaçari, Bahia Foto: Edson Ruiz / Valor – 05/06/2006 1999 – Funcionários da Ford trabalham na linha de montagem da fábrica de São Bernardo do Campo, em São Paulo Foto: Marie Hippenmeyer / AFP – 03/02/1999 Pular PUBLICIDADE 1998. Visão geral de milhares de carros Ford estacionados em um estacionamento no parque industrial de São Bernardo do Campo Foto: Marie Hippenmeyer / AFP – 12/11/1998 1983 – Escort, “o carro mundial da Ford”, marcou a modernização da fábrica Foto: Antonio Carlos Piccino / Agência O Globo – 01/07/1983 1968 -A Ford comprou a Willys e levou junto o projeto do Corcel, que começou a ser fabricado no fim daquele ano. Nascia um sucesso brasileiro Foto: Arquivo / Agência O Globo – 06/11/1968 1957 – Os caminhões F-600 e F-350, bem como as picapes F-100, foram os primeiros veículos da Ford produzidos no Brasil, ainda na fábrica do Ipiranga (fechada em 2000) Foto: Arquivo / Agência O Globo 1956 – A fábrica da Willys em São Bernardo do Campo começou como linha de montagem dos Jeep CJ-3B, com motor importado Foto: Hans Flieg / Divulgação – 27/04/1956 Pular PUBLICIDADE 1959 – Em visita à fábrica da Willys-Overland do Brasil, o presidente Juscelino Kubitschek vai de carona em um Jeep CJ-5 nacional Foto: Arquivo / Agência O Globo – 15/10/1959 1921 – Linha de montagem do modelo T, em São Paulo. A Ford, em 1921, mudou-se para um edifício próprio, na Rua Solon, 809, no bairro do Bom Retiro, construído para abrigar a primeira linha de montagem de veículos em série do Brasil. Era comum a população visitar a fábrica para ver a produção do veículo Foto: Reprodução  

– Eu trabalhava na linha produzindo a transmissão só do Ford Ka. Quando entrei aqui, chegamos a fazer nove tipos diferentes de modelo e era difícil entrar – conta Marcelo, que diz ter achado estranho quando a empresa deu folga para toda a produção na segunda-feira sem motivo aparente.

– A gente sabe que a marca estava com problema, sabemos que o Ka tinha uma baixa margem, mas acredito que seria possível inovar se houvesse investimento – diz ele, que ainda não sabe com o que vai trabalhar depois da demissão.

Márcio, que pretende atuar em oficinas mecânicas com amigos da época da fábrica assim que passar a pandemia, conta que muitas famílias têm mais de um integrante trabalhando na planta.

Cronologia: os mais de cem anos da Ford no Brasil 1919 Foto: Reprodução A fundação da filial brasileira da Ford foi no dia 24 de abril, com capital inicial de US$ 25 mil.. Em 1º de maio, a empresa iniciou a montagem do Modelo T em um galpão na Rua Florêncio de Abreu, em São Paulo, com peças importadas. Em 1921, mudou-se para um edifício próprio, na Rua Solon, 809.

1925 Foto: Reprodução Ford faz exposição no Rio de Janeiro, com Uma linha de montagem trazida de São Paulo com operários e técnicos para demonstrar o seu funcionamento. Sgundo a empresa, a marca registrou recorde de vendas no Brasilentão, de 24.250 veículos.

1938 Foto: Divulgaçãp Os modelos Mercury do final da década de 30, com design mais arrredondado. Ele começou a ser montado no Brasil pouco depois de ser lançado pela Ford na matriz. Porém, segundo a companhia , o modelo de luxo era produzido apenas mediante encomenda especial. Na foto, um bem conservado, fotografado na década passada.

1943 Foto: Agência O Globo Com a escassez de combustível durante a Segunda Guerra Mundial, os carros da Ford foram adaptados com caldeiras de gasogênio, allimentadas por carvão vegetal. Na foto, o primeiro carro do tipo a chegar ao Corcovado.

1949 Foto: Divulgação Depois do fim da guerra, veio o Ford 1949, com novas linhas que tiveram influência na a indústria automotiva. Foram incrmentados o chassi e a suspensão, entre outros elementos.

Pular PUBLICIDADE 1953 Foto: Arquivo Setor de peças da fábrica da Ford no Ipiranga, inaugurada em 1953, com mais de 200 mil metros quadrados. Mais de 2.500 empregados foram contratados, e a produção diária era de 125 veículos.

1956 Foto: Hans Flieg / Divulgação A fábrica da Willys em São Bernardo do Campo, SP, começou como uma linha de montagem dos Jeep CJ-3B, com motor importado.

1957 Foto: Agência O Globo Este ano viu nascer o porimeiro veículo Ford totalmente fabricado no Brasil, o caminhão F-600, saído da fábrica do Ipiranga. Também de lá vieram as picapes F-100.

1959 Foto: Arquivo Em visita à fábrica da Willys-Overland do Brasil, o presidente Juscelino Kubitschek em um Jeep CJ-5 nacional. A produção era feita em parceria com a Ford

1968 Foto: Arquivo A Ford comprou a Willys e levou junto o projeto do Corcel, que começou a ser fabricado no fim daquele ano. Nascia um sucesso brasileiro, que foi eleito carro do ano em 1969.

Pular PUBLICIDADE 1974 Foto: Lucas Lacaz Ruiz / gência O Globo A Ford inagura a Fábrica de Motores e Fundição de Taubaté, que em 2021 encerra suas operações.. Na éoca a empredsa anunciou novos investimentos de mais de US$ 400 milhões na expansão das atividades no BrasiI.

1977 Foto: Arquivo Depois de o Corcel chegar a meio milhão de unidades, veio seu sucessor, o Corcel II, que bateu recorde de 100 mil unidades nos dez primeiros meses de lançamento.

1983 Foto: Arquivo Chega o primeiro Escort. Sua versão esportiva, Escort XR-3, chegou pouco depois e teve a campanha estrelada por Ayrton Senna.

1984 Foto: Arquivo Na fábrica de São Bernardo do Campo, então sua principal unidade no Brasil, a Ford usa um Del Rey para comemorar 2 milhões de unidades produzidas pela marca desde 1957

1998 Foto: Arquivo Visão geral de milhares de carros Ford em um estacionamento no parque industrial de São Bernardo do Campo. Na década, a Ford começou a produzir primeira geração do Ford Ka e a picape F-250, que substituiu a F-1000

Pular PUBLICIDADE 2006 Foto: Edson Ruiz/Valor Operários de empresas parceiras tranalham na montagem de portas de carros, dentro da linha de montagem da Ford, na fábrica de Camaçari, Bahia. O complexo foi inaugurado em 2001, introduzindo novos conceitos de arquitetura e produção.

2015 Foto: Agência O Globo O Ford EcoSport alcançou produção de 1 milhão de unidades na Fábrica de Camaçari, na Bahia, e ampliou a linha com a versão 1.6 automática. O modelo passou por várias atualizações nos anos seguintes, como uma tela multimídia e transmissão automática.

2021 Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo A Ford anuncia que vai encerrar a fabricação de automóveis no Brasil e iniciar uma reestruturação de sua operação na América do Sul, o que deve resultar na demissão de 5 mil empregados no Brasil e na Argentina. Na foto, trabalhadores parados na fábrica de Taubaté, SP, cujas operações pararam.

– Não chorei de felicidade quando entrei na Ford porque eu não tinha noção de que isso mudaria minha vida para sempre. Não chorei quando eu me aposentei porque senti que tinha cumprido a minha missão, mas chorei em casa ao saber do fim da fábrica porque aquele lugar é parte da minha família, deixei muitos amigos ali. É muito triste.

LINK ORIGINAL: OGlobo

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon www.smart-reputation.com >
Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Adscoins

Smart Reputation

Smart Reputation