Documentos judiciais e relatório dos EUA apontam que Bin Salman sabia do plano para matar jornalista saudita » EntornoInteligente

Documentos judiciais e relatório dos EUA apontam que Bin Salman sabia do plano para matar jornalista saudita

documentos_judiciais_e_relatorio_dos_eua_apontam_que_bin_salman_sabia_do_plano_para_matar_jornalista_saudita.jpg
Entornointeligente.com /

Bin Salman é apontado como o suposto mandante do assassinato — um relatório especial da ONU disse, em 2019, ver evidências concretas que o ligavam ao crime, uma conclusão compartilhada por juristas internacionais e organizações de defesa dos direitos humanos

WASHINGTON E RIADDocumentos judiciais obtidos pela CNN revelam que os aviões usados pelos executores do jornalista saudita Jamal Khashoggi, morto no consulado saudita em Istambul, em 2018, eram de uma empresa pertencente ao fundo soberano da Arábia Saudita, comandado pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman .

Bin Salman é apontado como o suposto mandante do assassinato — um relatório especial da ONU disse, em 2019, ver evidências concretas que o ligavam ao crime, uma conclusão compartilhada por juristas internacionais e organizações de defesa dos direitos humanos.

O príncipe herdeiro nega as acusações, mas segundo os documentos apresentados pela CNN, os executores viajaram em dois aviões pertencentes à empresa Sky Prime Aviation, que desde 2017 integra o fundo soberano saudita. Relatos sobre essa ligação foram mencionados pela primeira vez semanas depois do homicídio, conforme reportou o Wall Street Journal, mas agora há evidências concretas.

Os documentos integram um processo, movido em um tribunal canadense, em que empresas estatais sauditas movem contra um ex-funcionário da inteligência do país por desvio de verbas públicas. No ano passado, o mesmo funcionário, Saad Aljabri, entrou com processo em um tribunal americano acusando Bin Salman de tentar matá-lo. O caso segue em aberto.

O governo saudita não respondeu à divulgação dos documentos, ocorrida na véspera da divulgação de um relatório dos EUA que pode complicar ainda mais as relações entre Washington e Riad. O documento, conduzido sob coordenação da CIA, vai apontar que o príncipe herdeiro aprovou e possivelmente ordenou o assassinato de Khashoggi.

Mudança de postura: Príncipe herdeiro saudita anuncia reformas judiciais para melhorar sua imagem com Biden

O jornalista, que tinha uma coluna no Washington Post, era um crítico da monarquia saudita, e foi convencido a ir ao consulado do país em Istambul, em outubro de 2018. Ali, foi morto e esquartejado por pessoas ligadas ao governo de Riad. Seu corpo jamais foi encontrado. Oficialmente, o governo saudita reconhece que se tratou de uma “operação irregular de extradição” que deu errado, e da qual Bin Salman não tinha conhecimento. Cinco pessoas foram condenadas à morte por participação no caso, mas tiveram suas penas alteradas para 20 anos de prisão, em um julgamento considerado “paródia judicial” pela ONU.

PUBLICIDADE Durante a assinatura de duas ordens executivas relacionadas à economia , nesta quarta-feira, o presidente Joe Biden afirmou ter lido o relatório, e que poderia conversar com o rei Salman, da Arábia Saudita — os dois líderes ainda não conversaram desde a posse de Biden. Durante a campanha, o democrata expressou o desejo de “recalibrar” as relações com Riad, intensificadas ao longo do governo Trump.

A começar pela defesa do fim da Guerra do Iêmen, onde uma coalizão liderada pelos sauditas realiza uma violenta intervenção, que contribuiu para o estado catastrófico do país — Biden suspendeu o apoio ao país no conflito . Por outro lado, a Arábia Saudita é, ao lado de Israel, um parceiro crucial para Washington na região do Golfo Pérsico, diante de um Irã que ainda parece longe de qualquer tipo de apaziguamento após quatro anos de enfrentamento sob Trump.

Estivemos em contato com o governo saudita em diferentes níveis nas primeiras semanas de governo — declarou o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon www.smart-reputation.com >
Smart Reputation

Noticias de Boxeo

Boxeo Plus
Boxeo Plus
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Adscoins

Smart Reputation

Smart Reputation