Da Zona J de Chelas até Liverpool. A incrível ascensão de Fábio Carvalho

da_zona_j_de_chelas_ate_liverpool_a_incrivel_ascensao_de_fabio_carvalho.jpg
Entornointeligente.com /

Fábio Carvalho é o primeiro reforço do Liverpool para a época 2022-23. O avançado português de 19 anos foi contratado por quase seis milhões de euros após uma época de sonho ao serviço do Fulham, treinado por Marco Silva, que ajudou a regressar à Premier League com 10 golos e oito assistências.

Há quase dois meses, este jovem nascido em Torres Vedras tinha-se estreado pela seleção sub-21. Era um autêntico desconhecido que aos quatro anos começou a dar os primeiros pontapés na bola na problemática Zona J, problemático bairro lisboeta de Chelas. Não demorou muito que as aptidões do jovem Fábio – que já jogava com os mais velhos, entre os quais o irmão Vítor – o levassem para o Olivais Sul, clube onde foi descoberto pelo Benfica aos sete anos. Na equipa de petizes do clube da Luz, nos Pupilos do Exército, começou o sonho do futebol ao lado de Paulo Bernardo, atualmente na equipa principal do Benfica, mas também de Rafael Brito e Henrique Pereira, que estão agora na equipa B.

Só que o destino da família obrigou Fábio a interromper o sonho de águia ao peio. Em 2013, devido à crise que Portugal atravessava, foi obrigado a mudar-se para Londres, onde os pais procuraram uma vida melhor. Só que o talento para jogar futebol saltava à vista e um professor da escola onde andava, aconselhou os pais a colocá-lo numa equipa. E foi assim que surgiu o Balham. Aos 10 anos fez o primeiro treino no pequeno clube do sul de Londres. «Após 30 segundos de treino, atirámos-lhe uma bola a 25 metros e ele devolveu-a facilmente. Olhei para o meu colega e nem dissemos mais nada. Tinha o fator X», contou Greg Cruttwell, presidente do Balham, à Sky Sports .

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Não demorou muito até que olheiros de alguns dos principais clubes ingleses o descobrissem: Chelsea, Arsenal, Manchester United e até Liverpool. Mas o escolhido foi o Fulham, para onde se mudou porque ofereceu as melhores condições e ainda lhe pagava 300 libras (350 euros) por mês. Tinha apenas 13 anos, mas a ascensão foi tão grande que em 2017 se estreou pela seleção inglesa de sub-16 e em 2020 fez o primeiro jogo pela equipa principal do Fulham.

Agora, aos 19 anos, já depois de ter optado pela seleção portuguesa, chega ao Liverpool, onde se prepara para jogar ao lado de estrelas como Salah, Mané, Luis Díaz ou Diogo Jota.

[email protected]

LINK ORIGINAL: Diario Noticias

Entornointeligente.com