Crise no governo britânico. Votação do Brexit adiada - EntornoInteligente

Entornointeligente.com / A primeira-ministra britânica Theresa May adiou a votação dos deputados sobre o novo projeto de lei do Brexit. O texto foi objeto de críticas da oposição trabalhista e sobretudo dos eurocéticos do seu Partido Conservador, o que levou à demissão, na quarta-feira à noite, da líder da Câmara dos Comuns, Andrea Leadsom. A ministra encarregada dos assuntos parlamentares explicou na quarta-feira à noite a renúncia, tendo mostrado a discordância com as alterações propostas por May e, por outro lado, alegado não acreditar que o Parlamento aprove o projeto de lei.

Estava previsto que o projeto de lei fosse discutido e votado na primeira semana de junho, mas não está na agenda anunciada pelo governo aos deputados. “Vamos informar a Câmara sobre a publicação e introdução do projeto de lei sobre o Acordo de Retirada após a pausa parlamentar”, agendada até 4 de junho, disse o whip (deputado responsável pela disciplina de voto) Mark Spencer aos deputados.

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Este adiamento surge no dia das eleições europeias no Reino Unido. Segundo as sondagens, os conservadores poderão ficar em quinto lugar, resultado que deixará May ainda mais fragilizada.

O plano de May para levar a votos a concretização do Brexit prevê uma série de compromissos, sendo os mais importantes a possibilidade de votar num segundo referendo e de permanecer numa união aduaneira temporária com a UE. A cedência, contudo, virou defensores do Brexit como Andrea Leadsom a revoltarem-se.

Na quarta-feira à noite o Comité 1922, grupo de deputados conservadores que não desempenha cargos no governo, reuniu-se para discutir uma mudança nas regras para permitir nova moção de censura em menos de um ano e depor a primeira-ministra.

O presidente do comité, Graham Brady, anunciou que vai reunir-se com Theresa May na sexta-feira. Segundo o que um deputado disse à ITV, os deputados pronunciaram-se sobre a mudança de regras e selaram os votos num sobrescrito. Se a primeira-ministra não anunciar a demissão até sexta-feira, os envelopes serão abertos.

LINK ORIGINAL: Diario Noticias

Entornointeligente.com

Advertisement

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation