Cão morde pénis de jovem que saía de casa em Lisboa - Portugal - Correio da Manhã - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

O jovem de 20 anos entrou pouco depois das 10h00 desta quarta-feira nas Urgências do Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Estava em sofrimento e sangrava, agarrado ao baixo ventre. E, envergonhado, lá explicou: estava a sair de casa, na Alta de Lisboa, quando foi atacado na rua por um cão de raça boxer, que o mordeu no pénis, provocando um rasgão grave. De acordo com o relato da vítima, que ao final da tarde ainda não tinha feito queixa à PSP, o cão – que não é de raça potencialmente perigosa – não foi provocado. E assegura que nunca o havia visto naquela zona nem conhece o dono. Foi atacado assim que saiu de casa. A mordedura do animal rasgou-lhe as calças e roupa interior, ferindo-o no pénis. Terá sido levado ao hospital por vizinhos. Recebeu tratamento – de acordo com fonte hospitalar foi suturado em quase toda a circunferência do órgão sexual – e acabou por ter alta médica pelas 11h30, regressando a casa. Será acompanhado em enfermagem e depois na cirurgia plástica. A vítima deverá apresentar queixa contra desconhecidos, numa tentativa de que a PSP identifique o dono do cão. Pormenores Animal em sequestro Caso o cão seja encontrado, deverá ser colocado em sequestro 15 dias, para se avaliar o seu comportamento. Caso tenha dono, fica fechado em casa. Se for de rua, é recolhido em canil. A vítima pode pedir indemnização ao proprietário do animal. Não é raça perigosa Se a PSP encontrar o animal irá fiscalizar se tem as vacinas em dia e o chip obrigatório de identificação. O boxer não é uma raça potencialmente perigosa. Estas são: pitbull; staffordshire; tosa inu; rottweiler; fila brasileiro; e dogue argentino.
LINK ORIGINAL: Correio da manha

Entornointeligente.com

Advertisement

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation

154583