Caso Henry: mãe dos dois filhos de Jairinho confirma à polícia agressões cometidas pelo vereador há oito anos » EntornoInteligente

Caso Henry: mãe dos dois filhos de Jairinho confirma à polícia agressões cometidas pelo vereador há oito anos

caso_henry_mae_dos_dois_filhos_de_jairinho_confirma_a_policia_agressoes_cometidas_pelo_vereador_ha_oito_anos.jpg

Entornointeligente.com / RIO – Casada por 15 anos com Dr. Jairinho, a dentista Ana Carolina Netto, mãe de dois filhos do vereador, estava separada dele e se manteve calada desde o assassinato de Henry Borel, de 4 anos. Nesta sexta-feira, ela quebrou o silêncio. Na 16ª DP (Barra da Tijuca), onde corre o inquérito sobre a morte do menino, Ana Carolina, de 42 anos, confirmou o relato que já havia feito à polícia, há oito anos, de que foi agredida pelo político quando os dois eram casados.

Ordem cronológica:  Confira a linha do tempo das investigações sobre a morte do menino

Em 2013, Dr. Jairinho, de acordo com Ana Carolina,  deu chutes na então esposa no apartamento em que o casal morava, na Barra. Na época, ela chegou a fazer exame de corpo de delito, que atestou lesões compatíveis com sua denúncia, mas o caso acabou sendo arquivado. Desde então, ela não falou mais sobre o assunto.

Dr. Jairinho e mãe de Henry são presos um mês após investigação da morte do menino; veja fotos Após um mês de investigação, a polícia concluiu que o vereador agredia o enteado, e que a mãe da criança sabia disso Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Monique Medeiros, mãe do menino Hnery cumpre prisão preventiva e será indiciada por tortura e homicídio duplamente qualificado Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Ao ser questionada durante seu depoimento, Monique afirmou acreditar que Henry possa ter acordado, ficado em pé sobre a cama, se desequilibrado ou até tropeçado no encosto da poltrona e caído no chão Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo Monique Medeiros, mãe do menino Hnery cumpre prisão preventiva e será indiciada por tortura e homicídio duplamente qualificado Foto: Guito Moreto / Agência O Globo Monique Medeiros, mãe do menino Hnery cumpre prisão preventiva e será indiciada por tortura e homicídio duplamente qualificado Foto: Guito Moreto / Agência O Globo Pular PUBLICIDADE Dr. Jairinho foi preso preventivamente e será indiciado por tortura e homicídio duplamente qualificado Foto: Guito Moreto / Agência O Globo Dr. Jairinho e Monique foram encontrados na casa de uma assessora do vereador Foto: Guito Moreto / Agência O Globo De acordo com as investigações, Jairinho dava bandas, chutes e pancadas na cabeça do menino, que morreu no último dia 8 de março Foto: Guito Moreto / Agência O Globo No depoimento em que relatou as agressões que sofria rotineiramente, a que o GLOBO teve acesso, Ana Carolina contou que, no dia 29 de dezembro daquele ano, por volta das 22h, o político a atacou depois ela que o viu dentro do carro, na garagem do prédio, falando ao celular com uma mulher e desistiu de fazer uma viagem que tinham programado. “Jairo, em um ataque de fúria, a segurou pelo braço e a arrastou até a cozinha, e lá passou a ofendê-la e a chutá-la diversas vezes com muita força”, diz o boletim policial.

Caso Henry: história marcada por crueldades chamou atenção da polícia

O espancamento só parou quando a mãe de Ana Carolina intercedeu e pediu para que o vereador parasse com as agressões. A dentista disse à época, no depoimento, que a violência era constante na vida do casal, mas que havia piorado no período anterior ao registro de ocorrência. A defesa do político nega todas as acusações.

Múltiplas lesões

Jairo Santos Santos Júnior, o Dr. Jairinho, de 43 anos, e a mãe de Henry, Monique Medeiros, de 33, foram presos na quinta-feira, suspeitos de homicídio duplamente qualificado e tortura. Henry, segundo a polícia, foi espancado na madrugada do dia 8 de março no imóvel em que vivia com Monique e o padrasto.

PUBLICIDADE Henry Borel Medeiros tinha 4 anos Foto: Reprodução O menino foi levado pelos dois até um hospital particular da Barra, onde, de acordo com os médicos, já chegou morto, tendo sido infrutíferas as tentativas de reanimá-lo. Dr. Jairinho, que é médico, relatou não ter feito massagem cardíaca no menino porque nunca exerceu a profissão. Tanto ele quanto a mãe de Henry disseram que Henry, provavelmente, havia sofrido uma queda no quarto do casal.

Ao depôr à polícia:  Mãe de Henry trocou duas vezes de roupa antes de escolher o que iria vestir

O casal afirmou ainda que o casal encontrou a criança caída no chão, com as mãos frias, os olhos revirados e respirando mal. Porém, a morte foi considerada suspeita, e a necropsia do Instituto Médico Legal não corroborou a versão apresentada. O laudo constatou que o garoto sofrera múltiplas lesões, lacerações hepáticas, hemorragia interna, lesões na cabeça e contusões nos rins e nos pulmões, além de hematomas pelo corpo.

Testemunhas acuadas

Outro fator determinante para a polícia pedir a prisão do casal foi o acesso a mensagens de celulares que tinham sido apagadas no aparelho de Monique. Nelas, a mãe de Henry conversava com a babá Thayná de Oliveira Ferreira, que relatou que Dr. Jairinho havia se trancado no quarto, de onde o menino saiu mancado e reclamando de dor na cabeça. Ela disse à mãe que era sempre assim. Apesar disso, em depoimento à polícia, a babá omitiu qualquer agressão.

PUBLICIDADE Entrevista:   ‘Não é coisa da minha cabeça’, disse pai de Henry à ex-sogra durante chamada na qual menino relatou agressões

Até ser preso na última quinta-feria, Dr. Jairinho, nos últimos dias, teria perseguido testemunhas. Uma das ex-namoradas que revelou que a filha, quando pequena, teria sido agredida pelo vereador, teve fotos íntimas divulgadas. Em uma imagem, exibida pelo RJ2, da TV Globo, a mulher aparece nua, com a legenda: “Sou de Bangu e vereador Jairinho botou peito em mim”, referindo-se ao fato de o então namorado ter pagado as próteses de silicone.

A mesma reportagem mostrou que a defesa de Jarinho compartilhou vídeos em que funcionários do vereador desqualificam a testemunha. “Disse para muitas pessoas que estava com ele por causa do dinheiro”, afirma um dos funcionários, completando: “Agora disse que tinha medo dele?”.

O Globo, um jornal nacional:   Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil

LINK ORIGINAL: OGlobo

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon www.smart-reputation.com

Cafecito Informativo

Smart Reputation

Noticias de Boxeo

Boxeo Plus
Boxeo Plus
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Adscoins

Smart Reputation

Smart Reputation