BRASIL: Mais um caso de febre amarela é confirmado em Valença, no Sul Fluminense - EntornoInteligente

Entornointeligente.com / OGlobo /

RIO – Mais um caso de febre amarela foi confirmado no município de Valença, no Sul Fluminense. Com isso, sobe para 14 o número de registro da doença desde o início do ano em todo o estado, entre eles cinco mortes (três em Valença, um em Teresópolis e um em Miguel Pereira). A prefeitura de Teresópolis, no entanto, afirma que um quarto caso da doença foi registrado no município, o que elevaria para 15 o total de casos no estado. A informação, no entanto, ainda não consta no levantamento da secretaria estadual de Saúde.

Veja também Fiocruz analisa amostras de macacos encontrados mortos no Alto da Boa Vista Niterói amplia postos de vacinação contra a febre amarela após morte de macaco pela doença Idosos devem ser vacinados contra febre amarela, diz secretaria Niterói registra o primeiro caso de macaco infectado por febre amarela da Região Metropolitana do Rio em 2018 LEIA MAIS :

Febre amarela: entenda o que é a vacina fracionada

Niterói registra o primeiro caso de macaco infectado por febre amarela em 2018

Saiba quais os sintomas da febre amarela

Veja as principais perguntas e respostas sobre a febre amarela

Especialistas tiram dúvidas de internautas sobre a febre amarela

Febre amarela: quem doar sangue no Hemorio poderá ser vacinado

Em São Paulo, duas pessoas morreram depois de já terem tomado vacina contra a febre amarela. As mortes foram confirmadas pelo secretário municipal de Saúde, Wilson Pollara, ao SP 1, da TV Globo. Há suspeita de que as vítimas estavam com imunidade baixa. Já no estado de Minas Gerais, subiu para 19 o número de mortes provocadas pelo vírus desde julho de 2017.

VACINA FRACIONADA

Na quinta-feira, a secretaria resolveu antecipar a campanha de vacinação fracionada contra a doença no Rio de Janeiro. As doses, que só passariam a ser adotadas no dia 19 de fevereiro, agora passarão a ser aplicadas já no dia 25 de janeiro, mesma data programada para o início da vacinação fracionada em São Paulo. Segundo a pasta, a decisão está alinhada com o Ministério da Saúde e com a Secretaria estadual de Saúde de São Paulo, com o objetivo de construir uma estratégia conjunta de enfrentamento da febre amarela. Ainda não há informações se no Dia D contra a doença, marcado para o próximo dia 27 , as vacinas usadas serão também fracionadas ou se as doses serão padrão, como havia sido anunciado na quarta-feira pelo governo.

Publicidade

Segundo a secretaria, a dose fracionada deverá ser tomada por pessoas maiores de 2 anos a até 59 anos. Mulheres que ainda estejam amamentando crianças maiores de seis meses também podem se proteger contra a febre amarela com a dose fracionada. Os idosos também poderão tomar a dose fracionada , desde que com recomendação médica.

No entanto, a dose fracionada não será destinada a todos. Crianças de 9 meses a até 2 anos, pessoas com condições clínicas específicas (como pacientes com HIV/Aids) e viajantes internacionais vão continuar tomando a dose padrão. A dose fracionada também não vale para quem for viajar a países que exijam o certificado internacional de vacinação contra a a febre amarela.

A antecipação da campanha acontece um dia depois que fontes da Secretaria estadual de Saúde informaram que o secretário era contrário a proposta do Ministério da Saúde por considerar que os municípios teriam dificuldades em preparar a logística para a vacinação fracionada . O Estado do Rio ainda tem 60% de sua população alvo para serem vacinados, o que corresponde a cerca de 8 milhões de pessoas.

BRASIL: Mais um caso de febre amarela é confirmado em Valença, no Sul Fluminense

Con Información de OGlobo

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Entornointeligente.com

Add comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

.




.

Síguenos en Twitter @entornoi






Sigue a nuestro director Hernán Porras Molina













Follow Me




.