BRASIL: Família Jesus encara frio, língua e até os paparazzi - EntornoInteligente

Entornointeligente.com / OGlobo /

A lista de dificuldades para se adaptar à Inglaterra era básica: encarar o frio, aprender a língua, acostumar-se à comida… Mas, dona Vera Lúcia, mãe de Gabriel Jesus, não esperava enfrentar algo diferente, um tipo de assédio que nunca tinha visto antes: o dos paparazzi.

— Como tem paparazzi em cima dele! O Gabriel fica nervoso, mas já falei que não adianta. É posar para a foto ou passar batido. Ainda acho melhor posar porque fica mais simpático — ensina Vera, que já tentou ajudar o filho, se posicionando à frente dele, para evitar os cliques. — Não adianta. Eles estão fazendo o trabalho deles e vão atrás mesmo. A gente escuta essa coisa, que a Lady Di morreu fugindo deles, né? Deus me livre.

O frio, segundo ela, foi assustador. Ainda assim, a família ficou “maravilhada” com a neve.

— Não dá para se adaptar ao frio, não! Mas, de resto, está tudo tranquilo. Pegamos uns dois graus e mesmo assim fomos para rua, fizemos questão. Aquela neve caindo, a gente encarou… Ficamos maravilhados. Acho que quando você muda para outro país, nasce de novo, aprende a andar, a falar. Faz parte — comenta a matriarca, que não tem medo de desafio. — Estamos lá porque o Gabriel escolheu jogar no City. Mas se quisesse ir para o Alasca, eu ia também.

Além dos dois filhos que estão na Inglaterra, ela aceitou “criar” dois amigos de Gabriel. Nada que a perturbe:

— Eu disse que se topassem vir com a gente teriam de topar a mesma criação que dei para os meus filhos. Eu pego no pé mesmo. Eles me obedecem.

Em relação ao inglês, Vera conta que a família toda está estudando. Gabriel tem professor particular do City e recebe ajuda de dois brasileiros do time, Fernandinho e Fernando. O jogador já comentou que se vira na mímica, que as palestras de Guardiola são apenas em inglês mas que consegue entender, e que é mais difícil falar.

Publicidade

— O Gabriel está indo bem, fala direitinho, mas fica envergonhado e às vezes trava — defende a mãe, que tem aulas em casa. — Quando eu não cabulo, né? Porque eu posso, eles não! São jovens e é mais fácil para aprender. Eu quero só falar “hello”, “bye bye” e olhe lá.

Simpática, ela revela a última saia justa por causa da língua:

— Outro dia me lasquei para comprar “hot chocolate”. Fiz o pedido, mas a moça ficou perguntando um monte de coisas. Não entendia, fui falando “yes”. Veio a bebida com calda, marshmallow, mais parecia sundae. Agora já sei que é tudo “no” .

tyntVariables = {“ap”:”Leia mais sobre esse assunto em “, “as”: “© 1996 – 2017. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.”}; BRASIL: Família Jesus encara frio, língua e até os paparazzi

Con Información de OGlobo

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Entornointeligente.com

Follow Me

.