BRASIL: Escândalo sexual ameaça verbas de ONGs britânicas - EntornoInteligente

Entornointeligente.com / OGlobo /

LONDRES – Um escândalo de exploração sexual no Haiti por funcionários humanitários da Oxfam fez o Reino Unido ameaçar diretamente a ONG, uma das principais instituições de caridade do país. A ministra da Assistência afirmou que cortará o financiamento a qualquer organização que não cumpra uma nova revisão de conduta sobre obras de caridade no exterior, acusando a Oxfam de acobertar trabalhadores denunciados por pagarem por sexo com pessoas em situação vulnerável no país caribenho.

A ministra Penny Mordaunt chamou de “totalmente desprezíveis” atitudes reveladas pela versão dominical do jornal “The Times”, que denunciou que trabalhadores humanitários em missão pagaram por sexo durante o auxílio a pessoas afetadas pelo terremoto de 2010. A tragédia deixou mais de 200 mil mortos no Haiti. Vários funcionários, inclusive o diretor de operações local, teriam contratado prostitutas e até menores de idade para sexo e orgias.

O “Times” mostrou, ainda, que 120 pessoas trabalhando para instituições britânicas no exterior foram acusadas de abuso sexual só em 2017, com a Oxfam liderando de maneira disparada a contagem: 87. Outras ONGs também foram implicadas, como a Save the Children, a Christian Aid e a Cruz Vermelha britânica. No caso do Haiti, ocorrido em 2010, a Oxfam manteve uma investigação interna sob sigilo em 2011. A ONG afirmou que demitiu quatro pessoas e aceitou a renúncia de outras três sem tomar ações disciplinares.

ACUSADA TOMA MEDIDAS EM RESPOSTA

Após as denúncias do “Times”, a ONG disse ter relatado os casos no Haiti ao órgão regulador de caridades no Reino Unido (que negou que as denúncias revelassem abusos a pessoas beneficiadas pela ONG) e ao Departamento para o Desenvolvimento Internacional, que Mordaunt chefia. À BBC, a ministra chamou a afirmação de “mentirosa” e criticou que a ONG não tenha denunciado quem eram os funcionários acusados.

– O que é tão perturbador é que quando isto foi relatado à Oxfam, eles fracassaram completamente em fazer a coisa certa – criticou Mordaunt à BBC.

Publicidade

Em 2017, a Oxfam recebeu 31,7 milhões de libras do governo britânico (R$ 144,4 milhões). Mordaunt exigiu que instituições de caridade britânicas que trabalham no exterior declarem quaisquer danos e abusos. Em caso contrário, cortará verbas destinadas a elas. A ministra recebe hoje representantes da Oxfam, à espera da entrega dos documentos.

A presidente do conselho da ONG, Caroline Thomson, disse que, como resultado da reportagem, membros da equipe “levantaram preocupações” sobre como os funcionários no Haiti foram avaliados e recrutados. A ONG apresentou um pacote de medidas para fortalecer a busca por pessoal e acolher e divulgar as denúncias.

– Não é suficiente ficar consternado com o comportamento de nossos antigos funcionários. Devemos e vamos aprender com isso e usar como um incentivo para a melhoria – prometeu Thomson.

BRASIL: Escândalo sexual ameaça verbas de ONGs britânicas

Con Información de OGlobo

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Entornointeligente.com

Add comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Follow Me

.