BRASIL: Dois brasileiros na Williams - EntornoInteligente

Entornointeligente.com / ENTORNOINTELIGENTE.COM / Estadao / Mais uma série de treinos, a penúltima da pré-temporada, está terminando e o que fica muito claro nesta nova fase da F-1 dos motores V6 turbo é que as equipes que correm com Mercedes começarão o campeonato na frente. Hoje acontece o último treino, mas os três primeiros no Barein foram dominados pelos carros que usam o motor alemão, o que já havia ocorrido anteriormente em três dos quatro dias de testes de Jerez em janeiro. Ontem no Barein, os três mais velozes (Hamilton, Button e Massa) têm carros diferentes (Mercedes, McLaren e Williams) e o mesmo motor (Mercedes-Benz). A atual tetracampeã Red Bull, que é a grande força entre as equipes de motor Renault, voltou a ter problemas, e até a Ferrari, que tinha treinado bem nos dois primeiros dias com Alonso, não se mostrou a mesma com Raikkonen, a ponto de já acionar o botão de tagarelice do presidente Luca di Montezemolo, que nem esperou o campeonato começar para dizer que “um novo vice para a Ferrari será um desastre”.

Isso explica um Felipe Massa tão feliz fora de Maranello. Qualquer piloto na F-1 sofre pressão por resultados, mas na Ferrari e, principalmente, na cabeça de Montezemolo, qualquer hora é hora para cutucar seus pilotos e engenheiros. O último título de pilotos da equipe italiana foi conquistado em 2007 por Raikkonen. No ano seguinte Massa foi derrotado por um ponto por Hamilton na corrida final em Interlagos e, desde então, Alonso acumulou três vices e um 4.º lugar. No campeonato de Construtores, a Ferrari ganhou aquele de 2008, mesmo perdendo a briga entre os pilotos. Mas, na sequência, ela ficou em 4.º (2009), 3.º (2010, 2011 e 2013) e 2.º (2012). Alonso digere bem essa pressão porque a que ele próprio se impõe não é diferente. Só não fala. Em vez disso, tentou de tudo para romper contrato no ano passado e se a história se repetir este ano, alguma atitude drástica ele vai tomar. E o que dizer de Kimi” Será que existe alguém ou alguma coisa no mundo capaz de fazê-lo sentir pressão?

Todos somos um pouco ferraristas, como o próprio Massa confessou na semana passada mesmo diante de uma assessora da Williams. E a verdade é que a F-1 precisa do sucesso da Ferrari. Mas eu não sei o que poderá acontecer se um dia o Kimi receber por rádio uma recomendação qualquer que se pareça com uma ordem para ele trocar de posição com Alonso. O espanhol é um piloto bem mais completo e deve dominar a disputa interna com o finlandês, mas as circunstâncias de uma corrida podem levar a uma situação em que Alonso esteja imediatamente atrás do companheiro de equipe, precisando da ultrapassagem. Aposto que tem tanta gente ansiosa pra ver isso que o esperado confronto se tornará uma atração à parte da temporada.

A grande novidade pra nós, brasileiros, acontece hoje na pista do Barein. O carro da Williams será pilotado por Felipe Nasr, que assinou contrato ontem para ser o piloto reserva, tornando-se o nono brasileiro a defender a equipe de Frank Williams. Desta vez serão dois de uma vez só. E dois Felipes. A negociação da Williams foi com o Banco do Brasil, que já apoiava Nasr na GP2 e continuará com ele nas duas categorias. Na GP2, Felipe estava em entendimentos com a atual campeã Russian Time, mas como a equipe perdeu técnicos importantes, preferiu apostar mais um ano na Carlin. Na F-1 ele terá que estar presente nas 19 etapas do Mundial e vai participar de alguns treinos livres de sexta-feira dos GPs, incluindo a corrida de Interlagos. Na semana passada o próprio Felipe Massa aconselhou Nasr a aceitar a proposta porque está acreditando muito no trabalho da Williams este ano.

A McLaren tem sido a mais forte dos treinos, mas Mercedes, Williams e Force India também terminaram em primeiro pelo menos um dia. Mas a McLaren passará por uma situação estranha durante o ano. Em 2015 ela volta a usar motor Honda, resgatando uma parceria de muito sucesso na época de Ayrton Senna. Por isso, ela não terá pleno acesso ao trabalho de desenvolvimento dos motores Mercedes, como terão a Williams, Force India e a própria equipe Mercedes. Na teoria isso faz da Mercedes de Hamilton e Rosberg a favorita. Mas esta é uma situação de momento. Na F-1 as coisas mudam muito rapidamente.

Notícias relacionadas: Ano dos motores” Tópicos: Reginaldo Leme Outras colunas Sábado 15/02/2014 Esportes Apostou certo Se a falta de dinheiro para montar uma equipe de engenheiros competentes foi o que mais atrapalhou a Williams… Sábado 08/02/2014 Esportes Ano dos motores O começo desta nova Fórmula 1 está sendo mais surpreendente do que se esperava. Quem diria que o motor… Todas as colunas de Reginaldo Leme www.entornointeligente.com

Visite tambien www.mundinews.com | www.eldiscoduro.com | www.tipsfemeninos.com | www.economima-venezuela.com | www.politica-venezuela.com | www.enlasgradas.com | www.cualquiervaina.com | www.espiasdecocina.com | www.videojuegosmania.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Entornointeligente.com

.




.

Síguenos en Twitter @entornoi






Sigue a nuestro director Hernán Porras Molina













Follow Me




.