Borbulhando com as minas do Rei Salomão + - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

23/06/2018 – Jornal do Brasil. / JORGE SALOMÃO é o poeta, menestrel oficial do Rio, que se veste de mágico ilusionista, pierrÃ’, e declara que não é poeta, é malabarista… E nos malabares da vida ele é a contracultura, o performático, o offBroadway, offLeblon, offLapa, offEstablishment… SALOMÃO É O inventador de palavras, que gosta de triturar a seco, “igual a carne seca / fruta seca / um som seco / sem babados, / direto, / despojado, / …”… VINDO DE JEQUIÉ , Salomão aportou no Rio de Janeiro com o irmão, poeta também, Wally, na leva dos baianos da Tropicália, nos anos 60… TRABALHOU COM Torquato Neto, publicou vários livros, lançou CD recitando poesias, teve suas musicas gravadas por  Marina Lima, Calcanhoto, Cassia Eller, Barão Vermelho, Zizi Possi e continua poetando nos dias e noites alternativas da cidade… PERSONAGEM OBRIGATÔRIO dos eventos descolados, com sua cabeleira cacheada, Salomão guarda tesouros preciosos… COMO SEU filho, também artista, João Salomão, de sua união com a video artist Sonia MirandaJOÃO É UM belo homem. Pintor reconhecido nos EUA e músico, ele viveu um casamento de arromba esta semana, a céu aberto, na Califórnia, com a estilista de origem iraniana, Nina Tiari, que desde o ano passado desfila na New York Fashion Week… ELES SE conheciam há um tempão, rolava algo no ar, até que ele convidou Nina para ir vê-lo tocar com sua banda, Trouble Andrew, no Brooklyn… ELA FOI cumprimenta-lo depois do show, ele abriu aquele sorriso carioca com tempero baiano, que a encantou, e três anos de namoro e gestos românticos depois… com João entrando porta adentro nas manhãs, copo de leite na mão, o famoso largo sorriso e “toneladas de beijos”, Nina acordou um belo dia com o piso de seu quarto coberto de pétalas de rosas… E JOÃO, TENDO o cachorro Melrose numa mão, o café da manhã de Nina na outra, ajoelhou-se (é mesmo filho de malabarista) e a pediu em casamento (e filho de poeta)… NINA E João quiseram uma cerimÃ’nia ao ar livre, descontraída e romântica. A Califórnia, onde ela cresceu, antes de se mudar para Nova York, e onde tem parte da família, foi o cenário. Newport Beach, em Pelican HillTODA A inspiração da cerimÃ’nia e da festa partiu do vestido em camadas, de tule plissado, da alta costura de Chanel, encomendado em Paris. Um vestido realmente inspirador… A PARTIR dele, ela pediu ao decorador que o tema da festa fosse O sonho de uma noite de verão, a peça de Shakespeare, e encomendou uma apresentação de carnaval brasileiro, seguida de baile de máscaras veneziano, num salão à la Marie Antoinette, de Sophia Coppola, tudo nos tons de branco e prata. Foi realmente um sonho shakespeariano, mesclando referências culturais, de Chanel à Coppola… PARA AS damas de honra, a noiva estilista criou vestidos ​​de tule, de pêssego plissado, com cintos de seda, guirlandas de flores como xales, assim como vestiu sua madrinha e sua mãe… OS PAIS de Nina imigraram do Irã para os Estados Unidos no final dos anos 70, pouco antes da Revolução IranianaJOÃO, QUE é carioca, se mudou para Nova York aos 15 anos… PERGUNTADO, O noivo respondeu ao oficiante que quer, “Sim”, se casar. Já a noiva fez doce, é só respondeu na terceira pergunta. Mesmo assim… : “Com a permissão de minha mãe e de meu pai, eu o farei, Sim”…  APRENDERAM COMO se faz, meninas? Não foi à toa que o João se esforçou tanto… AGORA, CHEGOU a nossa parte. Nossa parte, não, a do Jorge Salomão. Durante o jantar, nosso poeta fez discurso sincero e tocante. Recitou em português poema sobre o amor, que escreveu especialmente. O amigo de João, padrinho do casamento, Gui Machado, brasileiro, traduziu para o inglês. Todos se comoveram… A BANDA tocou músicas americanas, persas e brasileiras, jantar ao ar livre, sob lustres venezianos e luz de velas, com o sol se pondo ao fundo, isso no banquete… NA DEGUSTAÇÃO , canções de Queen, Prince, David Bowie. Caviar, gaspacho de melancia, tortinhas de atum, crème fraîche de trufas, hastes de carneiro… DEPOIS DO jantar, dos discursos, do caviar, das trufas… entraram os passistas de samba, vestidos de branco, descendo as escadas para se apresentarem e escoltar todos os convidados para o salão de baile, onde artistas, vestidos de venezianos da Commedia Del’Arte, estavam posicionados para receber a todos com bandejas de máscaras de renda…. O SALÃO foi decorado para evocar o boudoir de Marie Antoinette, com chaises longues, sofás em tons pastel e torres de macaron (aqueles docinhos franceses)… TODOS DANÇARAM a noite toda na discoteca e com Rihanna para animar… LÁ FORA , no pátio, havia uma estação de charutos, uma cabine de fotos, uma estação de sorvetes persas e mais outras de hambúrgueres, hambúrgueres veganos, batatas fritas e pão de queijo, o nosso pão de queijo mineiro… DEPOIS DA recepção, todos desmoronaram nos sofás, havia vários para isso (os da Maria Antonieta), e comeram o que sobrou das iguarias parisienses (ah, os macarons!)… FOI AÍ QUE o João, como um bom novo marido, esfregou os pés de sua bela nova mulher, estreando o primeiro tempo de um casamento que começa sob o signo de uma paixão arrebatadora… UMA TRADIÇÃO persa é os pais presentearem pedras preciosas no casamento. Quando Nina foi calçar seus sapatos Chanel haute couture, feitos de acordo com o vestido, o que encontrou? Um colar de diamantes! Logo ao lado do buquê, feito por sua florista favorita absoluta, Kiana “Tulipina” Underwood… NINA TAMBÉM criou os pijamas nupciais: seda pura branca, confortáveis, com um suave filete preto debruando a blusa, e uma carreira de plumas brancas cheias, nas bainhas das calças, um palmo e meio de plumas. Tão chic!… MEUS AMORES , se vocês querem ver tudo, o altar, a cerimÃ’nia, as roupas, o pijama, o décor, acessem Vogue.com, que todos os amigos do Jorge Salomão estão compartilhando, a matéria é maravilhosa, muito bem escrita pela Alexandra Macon… E AS FOTOS aqui são do Samuel Lippke. Só mesmo a Vogue para nos brindar com momentos como esse https://www.vogue.com/article/nina-tiari-chanel-haute-couture-dress-california-wedding

Toda a inspiração da cerimÃ’nia e da festa partiu do vestido em camadas, de tule plissado, da alta costura de Chanel, encomendado em Paris ————–

TODO MUNDO no desespero à toa. Bastava terem consultado o gato Aquiles, do museu Hermitage, que, conforme contei, é o atual “vidente” da Copa na Rússia. Consultado, duas tigelas de comida foram colocadas de cabeça pra baixo – uma com nossa bandeira, outra com a da Costa Rica – e ele escolheu a do Brasil! Aquiles assistiu ao jogo na maior calma. Já sabia o fim…

—————

Com João Francisco Werneck

Entornointeligente.com

Advertisement

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation