Atuação da Inglaterra anima torcedores em pub londrino + - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

25/06/2018 – Jornal do Brasil. / LONDRES – Passava do meio-dia (horário local) quando o pub Pachorse & Talbot, em Chiswick, bairro no oeste da capital, começou a encher. Menos de uma hora depois, a bola rolaria para Inglaterra x Panamá, pela segunda rodada do Grupo G da Copa do Mundo. Os ingleses chegavam em grupos, todos já bem animados. Os homens, a maioria entre 25 e 40 anos, dominavam o ambiente, mas muitas mulheres (cerca de 30%) estavam no pub, torcendo e bebendo como os marmanjos. Eram todos torcedores do English Team. E foi bem mais tranquilo do que todos esperavam. Sem fazer muita força, a Inglaterra goleou o Panamá por 6 a 1  e se classificou para as oitavas de final.   

No sexto gol inglês, Loftus-Cheek chuta, a bola bate na perna de Harry Kane e entra na rede Empatados em primeiro lugar em todos os critérios, ingleses e belgas (ambos com seis pontos) decidem o primeiro lugar do Grupo quinta-feira, em Kalingrado. Na briga pela primeira colocação do grupo, os ingleses jogarão pelo empate porque têm menos cartões amarelos do que os belgas: foram duas advertências contra três da Bélgica. O último critério de desempate é o sorteio.

Quando a partida começou, o pub já estava lotado. Cerca de 250 pessoas se dividiam entre as seis TVs de 50 polegadas espalhadas pelo amplo salão, dividido em três ambientes. Em pé ou sentados, quase todos tinham na mão um “pint” (tulipa de 568 ml) de cerveja. A oferta era grande, com rótulos de países que participam ou não da Copa. Tinha Foster’s (australiana), Guinness (irlandesa), cerveja artesanal de Camden, Peroni (italiana), Stella Artois (belga), e por aí vai. Já bem descontraídos, cantaram “God Save Th e Queen” (o hino da Inglaterra) à capela.  Estavam prontos para a batalha. 

Clima de Copa do Mundo na fachada do pub londrino Com quase o triplo de frequentadores de um domingo qualquer do verão londrino, o Pachorse & Tablot fervia – para os padrões ingleses. Que o diga os garçons e garçonetes do pub. Entre meio-dia e 14h, venderam quase quatro vezes mais pints do que o normal.

Apesar da fragilidade do adversário, e dos “pints”, ninguém esbanjava confiança. Não combina com os ingleses. Mas ontem não tinha como dar errado. O que ficou claro logo no início. Apesar de verem de perto os maiores times do mundo, os ingleses ainda adoram um escanteio. No primeiro, aos oito minutos, os torcedores se animaram. Deu para ouvir até uma buzina. Parecia premonição. Livre na área,  o zagueiro Stones, de cabeça, abriu o marcador. Comemoração geral. Mais relaxados, a sede aumentou. E não parou mais. Aos 22, o ídolo e capitão Harry Kane, de pênalti, fez 2 a 0. E tome “pint”. 

Dentro do local, dezenas de torcedores acompanham a goleada inglesa Lingard, com um golaço aos 36, fez o terceiro. Já não havia mais receio. O que só se confi rmou com os gols de Stones (40) e novamente Kane, de pênalti, aos 46. Com 5 a 0 no primeiro tempo, só restou aos ingleses beber. 

“Nossa seleção é jovem, tem ambição. Desta vez estamos muito confiantes. Não será como em 2014”,  afirmou Joshua Lindson, 36 anos, que trabalha com informática, lembrando que na Copa do Mundo do Brasil a Inglaterra não passou da fase de grupos e voltou para casa sem uma vitória sequer. 

Ao lado de quatro amigos, Joshua nem deu tanta atenção ao segundo tempo. Passaram a maior parte do tempo conversando. E bebendo. Como quase todos, foram surpreendidos pelo sexto gol da Inglaterra, aos 17 minutos, marcado sem querer por Kane. Mas sem querer também vale, e Kane se isolou na artilharia da Copa da Rússia, com cinco gols em dois jogos. Ele está agora a um gol de igualar a marca de seu compatriota Gary Lineker, artilheiro em 1986, com seis gols. 

Baloy faz selfie com fã após marcar seu gol “Queríamos nos divertir, poderia ser um jogo bem difícil, começamos bem. Nos divertimos. Estamos aproveitando, e agora vamos focar em terminar em primeiro”, disse Kane

O ambiente estava tão descontraído, que os ingleses quase comemoraram o gol de Baloy, aos 32 da etapa final. 

Quando o árbitro egípcio encerrou a partida, mais da metade dos frequentadores foi embora. Todos felizes e com a alma cheia de  “pints”.  Na próxima quinta-feira tem mais.  

Inglaterra : Pickford, Walker, Stones, Maguire e Tripper (Danny Rose); Henderson, Loftus-Cheek, Lingard (Delph), Ashley Young; Sterling e Harry Kane (Vardy). Panamá : Penedo, Murillo, Escobar, Torres e Davis; Gabriel Gomes (Baloy), Godoy (Avilla), Cooper, José Rodriguez e Barcenas (Arroyo); Blás Perez. Juiz : Ghead Grisha (Egito). Cartões amarelos : Loft us-Cheek, Cooper, Escobar, Murillo.  

Entornointeligente.com

Advertisement

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation