Assembleia da República aprova por recomendações para expandir metro de Lisboa para Loures - Sociedade - Correio da Manhã - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

A Assembleia da República aprovou esta sexta-feira, por maioria, um texto final relativo a quatro projetos de resolução que defendem a suspensão do projeto da linha circular e a expansão do metropolitano de Lisboa para o concelho de Loures. O documento, apresentado pela Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, foi aprovado com os votos favoráveis do PSD, PCP, PEV,CDS-PP e PAN e com as abstenções do PS e do deputado não inscrito Paulo Trigo Pereira. Este texto final, que congrega projetos de resolução apresentados pelo PEV, PCP, PSD e BE, recomenda ao Governo “um efetivo investimento no Metropolitano de Lisboa”, a “suspensão” do projeto de construção da linha circular e o alargamento da rede até ao município de Loures. Nesse sentido, o documento defende a realização de estudos técnicos e de viabilidade económica que permitam “uma avaliação comparativa entre a extensão até Alcântara e a linha circular e a concretização da “expansão prioritária” para Loures. O texto final aprovado recomenda, igualmente, a “urgente contratação dos trabalhadores necessários à manutenção e ao normal funcionamento do metropolitano” e a realização de obras nas estações que necessitam de intervenção, devido a infiltrações. Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (CDU), manifestou-se otimista com o alargamento até ao município, dado o “consenso em torno desta matéria”. O autarca reiterou, ainda, que a concretização desta expansão depende da vontade do Governo. O Governo anunciou em maio de 2017 que o Metropolitano de Lisboa irá ter mais duas estações – Estrela e Santos -, num investimento de 210 milhões de euros até 2023. Estão ainda previstas novas estações nas Amoreiras e em Campo de Ourique, embora nestes dois casos sem uma data prevista de conclusão. Em Lisboa está prevista uma ligação da estação do Rato (atual Linha Amarela) ao Cais do Sodré (Linha Verde), com as duas novas estações na Estrela e em Santos. Contudo, o atual traçado da Linha Amarela, que liga as estações de Odivelas ao Rato, irá sofrer alterações de percurso e passará a integrar também a estação de Telheiras (Linha Verde). Assim, a Linha Amarela passará a ligar Odivelas a Telheiras (com desvio no Campo Grande) e as restantes atuais estações que fazem parte desta linha (Cidade Universitária-Rato) passarão a fazer parte da Verde, que irá assumir um trajeto circular.

Continuar a ler
LINK ORIGINAL: Correio da manha

Entornointeligente.com

Advertisement

Nota de Prensa VIP

Smart Reputation