As mulheres do presidente » EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

A ação identitária — alguns a batizam como “cultural”, o que é rematado marketing — ganhou contornos de guerra santa na atual temporada.

Já há tempos, os partidos se viam obrigados a lançar uma cota de mulheres a cargos legislativos. A lei eleitoral agora determina que também haja uma cota de candidatos negros a partir do próximo pleito.

Parece lindo (ah, o inferno…). Assim como os partidos criaram artifícios para burlar as candidaturas de mulheres; do mesmo jeito que agora privilegiam com o fundo eleitoral apenas os amigos de sempre; a cota de negros também já enfrenta burlas e obstáculos construídos pela direita de turno.

Os laranjais do PSL, em Minas e Pernambuco, exibiram já como se torce a realidade: usaram a cota feminina como vitrine.

A ideia é que haja uma representação mais eficaz da sociedade?

Vale então olhar a ação bozonarista no campo feminino. Como a extrema-direita distorce as boas intenções da esquerda identitária.

Basta observar as três mulheres mais empoderadas da república bozo-malafista. Damares Alves, Bia Kicis e Carla Zambelli.

Obsessivamente religiosa, Damares pretende cumprir a missão de tentar impedir qualquer tipo de aborto no Brasil — mesmo os já autorizados pelo Supremo.

Sua cruzada lembra a do teólogo cristão (século III) Orígenes de Cesareia. Reza a lenda: inspirado por algum versículo mal-ajambrado do Evangelho de São Mateus, o maluco castrou-se… Seu receio ao desejo, à potência sexual, o conduziu ao ato solitário… de automutilação. O corta-fora o fez deparar com outros cristãos ainda mais radicais, e acabou preso e torturado — sempre em nome de Deus (cruz-credo).

PUBLICIDADE Até chegarmos ao Papa Francisco, aquele que elogiou o prazer sexual e defende a união entre pessoas do mesmo sexo, passaram-se 2 mil anos. Não no Brasil, onde o Papa é visto como afamado comunista.

O sexo (dos outros) é um problema entre os bozonaristas (menos para o chefe, né?).

No plano legislativo, as deputadas (beneficiadas pela cota feminina) Bia Kicis e Carla Zambelli dedicam-se, além das redes sociais, à defesa histérica das insanidades dos Bolsonaros. Perto dos ataques raivosos distribuídos por ambas, Alexandre Frota é um casto de convento. São Frota.

A cota partidária é a solução?

Aborto? Creche? Feminicídio? São questões ainda em aberto depois de anos das cotas femininas. Onde a mulher deixará a criança para ir ao trabalho? Com o pastor? Topas, Malafaia?

E agora as cotas raciais? Lembre-se do abissal Sérgio Camargo, da Fundação Palmares. Ele está à direita da Ku Klux Klan.

Os chilenos farão uma Constituinte composta por metade homens, metade mulheres. Além de etnias indígenas. Vamos ver.

O voto distrital resultaria em maior benefício para toda a sociedade. Sem dar argumentos à clivagem explorada pela extrema-direita.

Sorte das corporações… Não está na hora de se discutir o bilionário orçamento para a área militar em troca de recursos para a renda mínima?

PUBLICIDADE Miguel De Almeida é editor e diretor de cinema

LINK ORIGINAL: OGlobo

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon >

Más info…

Smart Reputation

Prince Julio César en NYFW 2020

Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Prince Julio Cesar en el New York Fashion Week Spring Summer 2021

Publicidad en Entorno

Advertisement

Adscoins

Smart Reputation