Artigo: Covid-19 e pessoas com deficiência - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

Um dos assuntos que mais têm assustado a população nas últimas semanas é a pandemia de Covid-19, que se espalhou  por todo o mundo. Uma das maiores preocupações dos governos e de toda a população é a contaminação das pessoas consideradas do grupo de risco, pela grande probabilidade de evolução dos sintomas e o aumento das chances de óbito. Este grupo de risco é formado principalmente por idosos, pacientes com doenças crônicas (tais como diabetes, hipertensão e doenças respiratórias) e imunossuprimidos (como pessoas em tratamento contra câncer).

Ainda não há informações abrangentes sobre a atuação do vírus sobre pessoas com deficiência.  Exatamente por isso que o cuidado deve ser redobrado, e algumas dessas devem ser tratadas como se fossem  do grupo de risco. Muitas pessoas com deficiências severas utilizam medicamentos à base de ibuprofeno e cortisona, que foram considerados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia perigosos em casos de Covid-19, por facilitar a entrada do vírus nas células. Alguns são dependentes de ventilação mecânica (respirador), assim como eu, ou foram traqueostomizados e precisam ter uma higienização ainda melhor, sem falar dos métodos de prevenção. Mesmo quem tem deficiência intelectual em grau leve ou outras deficiências de menor comprometimento deve ser acompanhado de perto, principalmente para manter a higiene e limpeza adequadas, seguindo as instruções dos principais órgãos de saúde.

Outros casos que necessitam de observação contínua são as pessoas com síndrome de Down e as com a síndrome congênita do zika vírus, já que estas síndromes podem trazer consigo problemas congênitos cardíacos e respiratórios, dentre outros. A pneumonia é um dos fatores que mais causam internações hospitalares e mortalidade em pessoas com síndrome de Down, e a  Covid-19 tem como uma das características a evolução para tal quadro, motivo que justifica o necessário cuidado com a prevenção, como se participassem do grupo de risco.

PUBLICIDADE O melhor caminho para contermos o vírus e mantermos a nossa saúde é a prevenção. Reforçar a lavagem constante das mãos com água e sabão, a desinfecção de objetos com álcool 70%, não compartilhar objetos de uso pessoal, tais como toalhas de banho ou rosto, escovas de dentes, talheres, copos e outros, e a principal delas: evitar aglomerações. A quarentena é provisória e quanto mais pessoas aderirem, mais evitamos o contágio. Não saia de casa a menos que seja extremamente necessário. Essa é uma medida de prevenção para a sua própria saúde, a saúde de sua família, amigos e todos! Faça a sua parte e juntos venceremos essa pandemia.

Luciana Novaes é vereadora (PT) no Rio de Janeiro

 

LINK ORIGINAL: OGlobo

Entornointeligente.com

@smartreputation

Allanamiento a las oficinas de EntornoInteligente

Adscoins

Smart Reputation