Argentina adia eleições legislativas por causa do avanço da Covid-19 » EntornoInteligente

Argentina adia eleições legislativas por causa do avanço da Covid-19

argentina_adia_eleicoes_legislativas_por_causa_do_avanco_da_covid_19.jpg

Entornointeligente.com / BUENOS AIRES — O governo da Argentina anunciou, em acordo com os partidos da oposição, o adiamento por cinco semanas as eleições legislativas que estavam marcadas para outubro, por causa da Covid-19, informou o Ministério do Interior nesta sexta-feira. A decisão também vale para as primárias partidárias, agendadas a princípio para agosto.

No pleito, a coalizão de centro-esquerda Frente de Todos, que apoia o presidente Alberto Fernández, está tentando defender a maioria no Senado e sua forte posição na Câmara, na qual é o maior bloco.

“Conseguimos chegar a um acordo com os diferentes blocos [legislativos] para adiar as eleições deste ano, colocando a saúde e a vida das pessoas em primeiro lugar”, disse o ministro do Interior, Enrique de Pedro, em um comunicado.

Argentina em crise: problemas políticos, sociais e econômicos geram desesperança na população Homem faz compras em um supermercado em Buenos Aires, em abril de 2019, quando o governo de Mauricio Macri anunciou pacote de medidas para conter o crescimento da inflação no país Foto: AGUSTIN MARCARIAN / REUTERS Congelamento dos produtos essenciais e serviços públicos estava entre as medidas do governo Macri para conter inflação em 2019 Foto: AGUSTIN MARCARIAN / REUTERS De 2012 a 2020, PIB argentino sofreu queda de 15%; pobreza passou de 26% para 41% Foto: AGUSTIN MARCARIAN / REUTERS Inflação da última década foi de 1.500% Foto: JUAN MABROMATA / AFP Desvalorização: casa de câmbio mostra os valores para troca de moeda argentina (peso), em agosto de 2019. Nos últimos três anos, o valor do dólar triplicou Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP Pular PUBLICIDADE Insatisfação: protesto contra as políticas econômicas do governo Macri, em Buenos Aires, em agosto de 2019. Frustrações políticas arrastou a Argentina para o que especialista chama de "epidemia de decepção" Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP Trator passa ao lado de plantação em Chivilcoy, nas proximidades de Buenos Aires, em abril de 2020; produtores rurais protestam contra decisão de Alberto Fernández de proibir exportação de milho por dois meses para baixar preços de alimentos Foto: AGUSTIN MARCARIAN / REUTERS Morador de rua dorme do lado de fora de uma casa de câmbio com cartazes anunciando uma greve geral, em abril de 2019; país experimenta, desde 2018, um coquetel de disparada do dólar, dos juros, da inflação e do desemprego Foto: Agustin Marcarian / Reuters Vendedor trabalha em sua loja durante um apagão nacional, em Buenos Aires, em junho de 2019: frustrações com governos têm motivado novo êxodo de argentinos para fora do país Foto: Agustin Marcarian / Reuters Manifestantes pintados de cinza seguram uma placa que diz "Chega de demissões nem ajustes" durante um protesto em Buenos Aires, em 2018 Foto: Marcos Brindicci / Reuters Pular PUBLICIDADE A preocupação com a desvalorização da moeda argentina (peso) no Centro financeiro de Buenos Aires Foto: JUAN MABROMATA / AFP Mario Negri, da coalizão de oposição Juntos pela Mudança, disse que foi tomada a decisão de esperar até que mais pessoas sejam vacinadas.

Há 127 assentos em disputa na Câmara dos Deputados, de um total de 257. No Senado, são 24, de 72 da Casa.

A expectativa, segundo pesquisas de opinião, é que o governo perca assentos no pleito, o que no Senado, mesmo assim, não deve reverter sua maioria.

As eleições legislativas passarão de 24 de outubro para 14 de novembro, e as primárias, que serão antes, ocorrerão até 12 de setembro, ao invés de 8 de agosto.

A Argentina, com uma população de cerca de 45 milhões de pessoas, enfrenta um situação crític a na luta contra a pandemia, com o aumento de casos provocados por novas variantes e pelo relaxamento das medidas de restrição no fim do ano passado. No total, até esta sexta-feira, o país soma 3,1 milhões de casos e 66.872 mortes.

Até agora, pelo menos 8,95 milhões de pessoas receberam uma dose da vacina contra a Covid-19 — cerca de 16% da população —, enquanto 1,31 milhão receberam duas.

O Globo, um jornal nacional:   Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil

LINK ORIGINAL: OGlobo

Entornointeligente.com

URGENTE: Conoce aquí los Juguetes más vendidos de Amazon www.smart-reputation.com

Cafecito Informativo

Smart Reputation

Noticias de Boxeo

Boxeo Plus
Boxeo Plus
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation
Repara tu reputación en Twitter con Smart Reputation

Adscoins

Smart Reputation

Smart Reputation