Algarve entra em agosto com termómetros a disparar e água do mar a 24 graus - EntornoInteligente
Entornointeligente.com /

Se planeou ir até ao Algarve no fim de semana, não se preocupe, tomou uma boa decisão. Embora a tendência geral do território continental português seja para uma descida de temperatura nos próximos dias, até segunda-feira, na região mais a sul o tempo vai aquecer nos próximos dias e poderá atingir os 34º C ou 35º C no sábado.

“Estamos a prever alguns avisos de tempo quente para o interior ainda no final de julho, embora eles irão terminar. A tendência é para que tanto a temperatura mínima como a máxima vão descendo gradualmente até dia 3 de agosto. Associada a esta descida de temperatura, poderão ocorrer alguns chuviscos nos próximos dias devido a uma frente forte e fria que afetará o litoral norte e centro. A partir de dia 4 a tendência será de começar a subir, com pequenas subidas de um ou dois graus” , começou por contar Cristina Simões , meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Porém, o Algarve rema contra a maré e vai aquecer nos próximos dias. “Contrariamente a essa tendência, no Algarve espera-se uma subida de temperatura (tanto da mínima como da máxima) no sábado. As temperaturas mínimas no distrito de Faro já estão elevadas, superiores a 20º C, e irão manter-se assim até subirem no sábado. Hoje [quinta-feira] estão à volta dos 27º C de temperatura máxima, no sábado poderá atingir os 34º C ou 35º C, ou seja, haverá uma subida de sete a oito graus. As máximas serão superiores a 30º C e poderão atingir os 35º C em alguns locais, mas no domingo voltam a descer para 31º C ou 32º C, embora sejam valores elevados” , explica a funcionária do IPMA .

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Igualmente convidativa será a temperatura da água , que na costa ocidental “andará entre os 16º C e os 19º C”, mas que no Algarve deverá atingir os 24º C, “devido à ondulação sueste, que trará água mais quente do Mediterrâneo “, um valor que “será constante nos próximos dias, pois nunca varia tanto quanto a temperatura do ar”.

Nos próximos dias, o dia mais quente no Algarve será o dia 1, sábado. E embora esteja prevista uma descida de temperatura nos dias seguintes, os valores continuam a ser convidativos para idas à praia e passeios noturnos. No resto do território continental, o calor habitual do mês de agosto vai fazer-se sentir a partir de dia 4. “No Algarve ficaremos sempre com valores próximos dos 30º C, com noite tropicais sempre acima dos 20º C. No resto do território continental haverá uma descida gradual tanto da temperatura mínima como da máxima até dia 3, segunda-feira. A partir de dia 4 começa a subir um ou dois graus por dia, o que fará com que no fim de semana seguinte (8 e 9 de agosto), as temperaturas já estejam bastante elevadas, novamente perto dos 40º C no Alentejo . A temperatura no Algarve não deverá subir, mas manter-se-á a rondar os 30º C” , prevê Cristina Simões , que considera que estas temperaturas são “normais” quando comparadas com as dos anos anteriores.

Embora os metereologistas do IPMA não façam previsões a longo prazo, a previsão mensal até 23 de agosto disponibilizada no site da entidade dá conta de temperaturas médias “acima do normal (1 a 3°C) para as regiões do interior e sotavento Algarvio nas semanas de 27/07 a 02/08, de 03/08 a 09/08, de 10/08 a 16/08 e de 17/08 a 23/08” .

Risco máximo de incêndio em seis distritos do interior Norte Seis distritos do norte interior têm a maior parte dos seus concelhos com risco máximo de incêndio, de acordo com a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IMPA).

Os distritos em causa são os de Coimbra , Castelo Branco , Vila Real , Viseu , Bragança e Guarda .

Os restantes distritos têm concelhos em risco muito elevado ou elevado, sendo que os de Setúbal , Lisboa , Aveiro , Coimbra e Porto têm no seu litoral vários concelhos com risco moderado.

O risco de incêndio calculado pelo IPMA é determinado pelo IPMA e tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Por causa da manutenção do risco elevado de incêndios, o Exército e a Marinha têm reforçado até sexta-feira os contingentes no terreno para vigiar e prevenir fogos florestais.

LINK ORIGINAL: Diario Noticias

Entornointeligente.com

Ir a Smart Reputation

Best Miami Private Chef Charly Hoffmann

Publicidad en Entorno

Allanamiento a las oficinas de EntornoInteligente

Adscoins

Smart Reputation