A abertura do Chalet Biester e a Sintra experience

a_abertura_do_chalet_biester_e_a_sintra_experience.jpg
Entornointeligente.com /

A recente abertura do notável Chalet Biester veio reforçar o potencial de excelência da «experiência cultural» Sintra. Esta, garantida pela conjugação única de Património Cultural e Património Natural, definidos na atribuição da classificação da UNESCO como Paisagem Natural. Esta classificação traz também enormes responsabilidades e imperativos de gestão.

Este pequeno artigo pretende precisamente tratar dos imperativos mínimos para garantir a excelência da internacionalmente prometida Sintra experience .

A abertura ao público do Chalet Biester veio confirmar e reforçar os temas da vizinha Regaleira não só no plano da arquitectura e dos fabulosos projectos paisagísticos e respectivos investimentos botânicos completando a «visão» de D. Fernando, mas também no plano do núcleo de interesses esotéricos e iniciáticos, que remontam aos mitos Templários.

Ora, as qualidades descritas exigem serenidade contemplativa em sintonia com a Natureza e possibilidade de focagem e concentração mental só possível com a garantia do silêncio.

Foto Em 19 de agosto de 2020, condutores de animação turística e animadores turísticos manifestaram-se para reivindicar que os alertas laranjas não sejam decretados pelo risco de incêndio rural no concelho se Sintra Tiago Petinga/Lusa A tentativa de alcançar a experiência prometida, num presente dificultado por afluências massificadas de turistas, torna-se simplesmente impossível pela presença constante de um «zumbido» motorizado produzido por um «enxame» de tuk-tuks que incessantemente circulam de forma caótica e perigosa na estrada da Pena, ou em baixo, junto à saída da Regaleira.

Em 2015, quando Fernando Medina conseguiu finalmente impor um regulamento em Lisboa para os tuk-tuks com a exigência de circulação exclusiva de veículos electrificados em 2017, muitos dos motorizados fugiram para Sintra, dominando de forma caótica e assertiva o já difícil trânsito local e impondo-se num permanente assédio agressivo, desde o primeiro momento de chegada à estação, ao visitante de Sintra.

Em 2015, quando Fernando Medina conseguiu finalmente impor um regulamento em Lisboa para os tuk-tuks com a exigência de circulação exclusiva de veículos electrificados em 2017, muitos dos motorizados fugiram para Sintra Partilhar citação Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Basílio Horta tentou impor um imprescindível regulamento em 2017, mas uma providência cautelar em 2018 determinou uma incompreensível suspensão deste tão necessário regulamento.

Os episódios negativos têm-se sucedido, desde um agente de polícia ferido numa manifestação a um recente acidente com quatro feridos . Tudo isto culminado com o episódio da não declaração de 189.000 euros de lucros por um proprietário da frota de tuk-tuks.

Junto a este fenómeno que exige soluções e medidas urgentes, toda a Sintra experience é também dominada por trovadores de vários géneros musicais que com amplificação de alto potencial ocupam o espaço físico da serra e do centro histórico, tornando impossível qualquer experience etérea ou poética metafísica.

Por este andar, estes fenómenos associados aos números incomportáveis, irresponsáveis e massificados de turistas vão levar a uma exigente intervenção da UNESCO, impondo limites.

Por este andar, estes fenómenos associados aos números incomportáveis e irresponsáveis de turistas vão levar a uma intervenção da UNESCO, impondo limites Partilhar citação Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Sintra, no caso de não impor regulamento e medidas dirigidas à imposição e restabelecimento de um equilíbrio, está a desenvolver à sua escala uma síndroma «Veneza» que vai forçosamente e inevitavelmente culminar em cancelas limitativas com um preço global para o pacote de atracções para a sua experience .

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com