A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, que estava detida no Canadá será liberada

a_diretora_financeira_da_huawei_2C_meng_wanzhou_2C_que_estava_detida_no_canada_sera_liberada.jpg

Entornointeligente.com / VANCOUVER — O Departamento de Justiça do Canadá chegou a um acordo que vai permitir que a CFO da Huawei, Meng Wanzhou, retorne para a China. Em troca, a executiva deve admitir ter cometido delitos em caso de violação de sanções, segundo informações obtidas pelo New York Times em conversas com pessoas familiarizadas com o caso.

Leilão do 5G : Anatel aprova edital definitivo do 5G e marca leilão para dia 4 de novembro

Depois que Meng admitir ter cometido irregularidades, os promotores do caso vão deferir o retorno à China e derrubar as queixas contra a executiva da gigante chinesa de tecnologia. O acordo, segundo o NYT, ainda prevê que Meng não assuma a culpa no caso.

As autoridades canadenses prenderam Meng Wanzhou em dezembro de 2018 no Aeroporto Internacional de Vancouver, a pedido dos Estados Unidos, e a filha do fundador e CEO da Huawei se tornou uma das detentas mais famosas do mundo. A prisão colocou o Canadá no meio do fogo cruzado entre as duas superpotências.

LINK ORIGINAL: OGlobo

Entornointeligente.com

Smart Reputation

Boxeo Plus
Boxeo Plus

Smart Reputation

Más en EntornoInteligente.com