Enfermeiro multado após morte de utente que esperou seis horas na urgência do hospital de Leiria

enfermeiro_multado_apos_morte_de_utente_que_esperou_seis_horas_na_urgencia_do_hospital_de_leiria.jpg

Entornointeligente.com / Morte ocorreu em 28 de maio de 2020, alegadamente depois de o utente, de 42 anos, ter esperado seis horas para ser atendido no Serviço de Urgência Geral do Hospital de Santo André.

Um profissional de enfermagem do hospital de Leiria foi multado na sequência de um processo disciplinar, instaurado após a morte de um utente nas urgências daquela unidade de saúde, confirmo a administração hospitalar.

A morte ocorreu em 28 de maio de 2020, alegadamente depois de o utente, de 42 anos, com uma dor torácica ter esperado seis horas para ser atendido no Serviço de Urgência Geral do Hospital de Santo André, em Leiria, acabando por morrer com um enfarte.

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) adiantou, numa resposta à agência Lusa, que foi aberto um inquérito a 3 de junho de 2020 para averiguar as circunstâncias em que ocorreu a morte e que se concluiu que existia “prova indiciária no sentido da eventual responsabilização, designadamente disciplinar, de dois profissionais de saúde intervenientes na assistência ao utente”.

Na sequência dos resultados do inquérito, conhecidos a 2 de setembro de 2020, o Conselho de Administração decidiu instaurar um “processo disciplinar ao único dos dois profissionais de saúde já mencionados vinculado ao CHL por contrato de trabalho”, assim como dar conta das “conclusões do inquérito à Ordem dos Médicos relativamente ao outro dos profissionais referidos”, além do “afastamento deste médico da prestação de serviços ao CHL”.

“Relativamente à instauração de um processo disciplinar ao profissional de saúde vinculado ao CHL por contrato de trabalho, informa-se que o processo está concluído, com a decisão da aplicação da pena disciplinar de pena de multa”, revelou à agência Lusa.

Já o Conselho Disciplinar Regional do Centro da Ordem dos Médicos adiantou, também à agência Lusa, que “o conhecimento do presente caso deu, inicialmente, origem à instauração de um processo de averiguações, o qual se converteu, posteriormente, em processo disciplinar”, ainda a decorrer.

No mesmo ponto de situação estará o inquérito aberto pelo Ministério Publico, a 28 de maio de 2020, para investigar “factos suscetíveis de configurar, em abstrato, a prática de um crime de homicídio por negligência”.

LINK ORIGINAL: iOnline

Entornointeligente.com

Smart Reputation
Boxeo Plus
Boxeo Plus

Smart Reputation