Número de passageiros aéreos ganha terreno mas ainda está longe dos valores de 2019

numero_de_passageiros_aereos_ganha_terreno_mas_ainda_esta_longe_dos_valores_de_2019.jpg

Entornointeligente.com / No passado mês de Setembro aterraram nos aeroportos nacionais 15,8 mil aeronaves em voos comerciais, que transportaram 3,6 milhões de passageiros, de acordo com os dados divulgados esta sexta-feira pelo INE.

Este número de passageiros, que inclui embarques, desembarques e trânsitos directos para outros destinos, representa uma subida de 95,8% face a Setembro de 2020, mas está ainda 39,3% abaixo dos valores registados em 2019, antes da pandemia. Mesmo assim, nota-se uma ligeira recuperação , já que em Agosto a queda face ao mesmo período de 2019 foi de 39,9%, 0,6 pontos percentuais acima.

O aeroporto de Lisboa concentrou 45% dos passageiros no mês em análise, cabendo 22% ao Porto e 16% a Faro. De acordo com o INE, nos primeiros noves meses do ano houve uma subida de 3,6% no número de passageiros movimentados nos aeroportos nacionais face ao período homólogo do ano anterior (que inclui cerca de dois meses e meio sem impactos da pandemia) e uma descida de 66,1% face a 2019.

No passado mês de Setembro, segundo os dados disponíveis, o principal país de origem de passageiros foi o Reino Unido, com 216,1 mil, seguindo-se de perto a França, com 212,6 mil, e a Alemanha, com 161,8 mil. Já entre Janeiro e Setembro de 2021 é a França que se destaca , com 1,2 milhões de passageiros desembarcados (+3% face a idêntico período de 2020), seguindo-se o Reino Unido com 745,4 mil (-19,8%) e a Alemanha com 588,2 mil (-17,4%).

Franceses com mais gastos até Setembro Segundo os dados disponibilizados esta sexta-feira pelo Banco de Portugal, os turistas britânicos foram os que mais dinheiro gastaram no mercado nacional, no valor de 222,6 milhões de euros, acima dos 203,5 milhões dos franceses e dos 170,9 milhões dos alemães. No entanto, as despesas dos britânicos estão 45% abaixo dos montantes de Setembro de 2019, enquanto as dos franceses recuaram apenas 5,2% (-31,4% no caso dos alemães).

Numa análise aos nove meses, verifica-se que o mercado francês foi o mais proveitoso para a economia portuguesa, com 1492 milhões de euros de crédito na balança de viagens e turismo, bastante acima dos 975 milhões do britânico e dos 728 milhões da Alemanha. Desde o início do ano, os britânicos apenas superaram os franceses nos meses de Junho e de Setembro. Em Agosto, o mês mais forte para o sector do turismo, a despesa dos franceses chegou aos 615,3 milhões, mais do que a dos britânicos e a dos alemães juntos.

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com

Smart Reputation