Oito milhões emprestados a firma de Vieira terão sido usados para “benefício pessoal”

oito_milhoes_emprestados_a_firma_de_vieira_terao_sido_usados_para_beneficio_pessoal_.jpg

Entornointeligente.com / Oito milhões de euros que o antigo Banco Espírito Santo (BES) emprestou a uma empresa de Luís Filipe Vieira, a Imosteps, foram transferidos para uma conta pessoal de Vieira e acabaram por servir para pagar um outro financiamento concedido em finais de 2012 “no seu exclusivo interesse pessoal”, diz o Ministério Público. Nos mandados de buscas da Operação Cartão Vermelho  lê-se que a verba foi “apropriada” pelo dirigente desportivo que, “para ocultar o benefício pessoal”, lançou na contabilidade da Imosteps que esta pagara esse montante a uma outra sociedade de Vieira, a Promovalor II.

LINK ORIGINAL: Publico

Entornointeligente.com

Noticias de Boxeo

Boxeo Plus
Boxeo Plus

Smart Reputation Twitter

Smart Reputation