Vila Cidadã: um lugar para aprender que água não é só para matar a sede - EntornoInteligente

Agencia Brasil / Já imaginou poder sobrevoar de asa delta uma floresta, o curso de um rio, uma usina hidrelétrica? Essa é apenas uma das aventuras que esperam pelos visitantes da Vila Cidadã, montada ao lado do Estádio Mané Garrincha, para a 8º Fórum Mundial da Água, que começa no próximo dia 18. Mas não é a única das atrações oferecidas nos 2,7 mil metros quadrados de estandes do Green Nation, um movimento que nasceu em 2012, na época da Rio+20, com o intuito de despertar o interesse pela sustentabilidade por meio de experiências interativas e multimídia.

"Nós procuramos trabalhar com a sociedade em todos os níveis, de idade, de formação e de cultura, aproximando o tema da sustentabilidade de uma forma mais lúdica, mais palatável, mais interessante fazendo com que as pessoas possam correlacionar isso com as suas paixões. Porque você só faz as pessoas mudarem quando elas se apaixonam por aquilo”, explica o criador do Green Nation, Marcos Dodinet. Dodinet mostra as asas deltas que através da realidade virtual podem dar ao visitante a emoção do voo, com a sensação do corpo em movimento e do vento batendo no rosto.

"Ele [visitante] vai voar pelo Brasil por onde a água é protagonista, mostrando que a água não serve só para matar a sede, tomar banho, mas também para outras funções como gerar energia, por exemplo. Então, ele voa sobre a Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira [localizada em São Paulo]. E voa sobre as Cataratas do Iguaçu, onde a água gera entretenimento. E ele voa pela Amazônia, ele mergulha no Rio Bonito com uma câmera subaquática. Ele entende que a água tem relação com muito mais do que ele imaginava que tivesse".

Saiba Mais Líderes mundiais lançam nova agenda sobre a água e alertam para escassez  

Vila Cidadã receberá o Green Nation, que permitirá ao visitante simular um voo de asa delta sobre uma floresta e uma usina hidrelétrica Valter Campanato/Agência Brasil

Outra atração é as Florestas do Mar, que simula o fundo mar com corais e peixes, e deverá fazer a alegria das crianças. A pessoa ainda poderá entrar para tirar o lixo do fundo mar e não deixar o peixe comer.

O Green Nation tem mais surpresas, como a réplica da Estação Antártica Comandante Ferraz, que vai levar o visitante a caminhar na neve do Polo Sul e conhecer o laboratório da estação.

Criada para o 8º Fórum Mundial da Água, a Vila Cidadã deve atrair cerca de 30 mil pessoas nos cinco dias do evento. Segundo o diretor de organização, Rodrigo Cordeiro, é o grande diferencial do fórum no Brasil.

"A Vila Cidadã tem um espaço para o Museu do Amanhã, do Rio de Janeiro, e vamos ter também um Mercado de Soluções – o fórum buscou identificar soluções do mundo todo que fizessem bem para o tema da água e os escolhidos vão apresentar seus cases dentro desse mercado. Vamos ter explicação de filmes sobre o tema da água. Enfim, é uma programação destinada tanto a adultos quanto a crianças, ou seja quem bebe água", disse.

Vila Cidadã: um lugar para aprender que água não é só para matar a sede

Con Información de Agencia Brasil

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Add comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *