Regiões montanhosas da Madeira sob aviso amarelo devido ao vento forte - EntornoInteligente

jornal da madeira /  As regiões montanhosas da ilha da Madeira estão hoje sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de vento forte, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). De acordo com o IPMA, as regiões montanhosas da ilha da Madeira estão sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 90 a 100 quilómetros por hora desde as 04:00 e até às 09:00 de hoje. O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica. O IPMA prevê para hoje na Madeira períodos de céu muito nublado, possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos nas vertentes norte que serão de neve nos pontos mais altos da ilha, vento moderado a forte de nordeste, soprando forte com rajadas da ordem de 90 a 100 quilómetros por hora nas terras altas até meio da manhã e pequena descida de temperatura. Para o continente, o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade nas regiões do interior a partir da tarde, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos. Está também previsto vento fraco a moderado de nordeste, soprando moderado a forte nas terras altas, acentuado arrefecimento noturno, com formação de geada, em especial nas regiões do interior norte e centro, e pequena descida da temperatura mínima na região norte e no litoral da região centro. Nos Açores prevê-se céu geralmente muito nublado, neblinas ou nevoeiro, períodos de chuva fraca durante a madrugada e início da manhã nos grupos ocidental e central e vento fraco. Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 7 e 16, no Porto entre 4 e 15, em Vila Real entre -1 e 10, em Viseu entre 1 e 10, em Bragança entre -1 e 9, na Guarda entre -2 e 6, em Castelo Branco entre 3 e 15, em Évora entre 5 e 17, em Beja entre 7 e 17, em Faro entre 10 e 18, no Funchal entre 14 e 19, em Ponta Delgada entre 14 e 17, em Angra do Heroísmo entre 14 e 18 e em Santa Cruz das Flores entre 16 e 18.

Con Información de jornal da madeira

Entornointeligente.com