PORTUGAL: Leão não dá tréguas em Plzen - EntornoInteligente

Correio da manha / Jorge Jesus quer os seus jogadores concentrados no jogo da 2ª mão dos oitavos de final da Liga Europa com o Viktoria Plzen (esta quarta-feira, 18h00, SIC) sem pensar na vantagem de 2-0 conquistada no jogo em Alvalade: “Não vamos entrar a pensar que estamos em vantagem e segurá-la em termos posicionais. Vamos jogar como se estivesse 0-0, à procura da vitória.” Sobre o adversário, deixou elogios. E mostra-se atento ao ataque checo. “Não tenho dúvidas de que vão apresentar dois pontas de lança. Este treinador tem muita experiência. Tem uma ideia de jogo enquadrada com as características destes jogadores do Plzen. Será sempre uma equipa em busca de muitos cruzamentos, que procura ter ideias posicionais para que o jogo seja difícil de referenciar ao adversário. Será um jogo muito direto, de muito contacto, teremos de ser muito fortes”, salientou o técnico, não revelando se o lateral Piccini vai ou não ser titular: “Não treinámos ainda, vou ver o que ele nos pode dar. Se nos der boas indicações de certeza que vai entrar no jogo. É forte no jogo aéreo. Mas fisicamente é possível que não esteja a 100 por cento.” O relvado não é para o técnico uma preocupação principal, embora reconheça que pode dificultar. “O facto de o campo não estar em boas condições não tem problema, eles fazem jogo direto. Mas temos de nos adaptar”, salientou Jesus. A possível passagem para os ‘quartos’ da prova é motivo de orgulho. Até porque pode ser o único técnico luso ‘sobrevivente’ nas provas europeias, depois das eliminações de Paulo Fonseca (Shakhtar) e José Mourinho (Man. United). “A seguir vêm os ‘quartos’. É uma prova com muito prestígio, a partir dos ‘quartos’ é ao nível da Liga dos Campeões. Se hoje sou conhecido no Mundo não é pelos títulos em Portugal, é por ter chegado às meias-finais ou às finais da Liga Europa”, disse Jesus, lembrando as passagens ao serviço do Benfica na segunda prova de clubes da UEFA. Battaglia em vez de William  O argentino Battaglia deve ser o escolhido para ocupar o lugar de William, que cumpre um jogo de suspensão. Ainda incerta é a utilização de Piccini, que nas últimas semanas tem apresentado problemas físicos. Coentrão está recuperado de uma gripe que o impediu de estar no último duelo em Chaves e vai a jogo diante dos checos. Bas Dost, que começou no banco diante dos flavienses (entrou e bisou), ocupa o lugar na frente, mas pode ser poupado consoante o andamento do resultado. André Pinto em alerta   André Pinto é aposta de Jorge Jesus para o eixo da defesa no duelo com os checos. Coates, habitual titular, está suspenso e não viajou. O defesa garante estar preparado para enfrentar o Viktoria Plzen: “É um facto que tem dois avançados com envergadura física assinalável. Estamos precavidos para essa situação e sabemos o que temos de fazer para minimizar a situação.” O número de jogos que a equipa tem nesta temporada não parece preocupar o defesa. “É um facto que temos um grande número de jogos, mas felizmente é um bom sinal, porque queremos andar em todas as frentes e estamos felizes por isso. Quanto ao desgaste, faz parte”, salientou o jogador, esta quarta-feira, em conferência de imprensa. André Pinto soma nesta temporada 14 jogos de leão ao peito. O último que realizou foi no dia 26 de fevereiro, na vitória (1-0) em Alvalade com o Moreirense para a Liga. PORTUGAL: Leão não dá tréguas em Plzen

Con Información de Correio da manha

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Add comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *




Instagram

Username or hashtag @entornointeligente is incorrect.