CCBB Rio recebe o Projeto Espaço Sideral a partir de 13 de julho - EntornoInteligente

Jornal do Brasil / O Centro Cultural Banco do Brasil abre suas portas para a primeira edição do projeto Espaço Sideral, um festival de criação e experimentação de artes visuais e sonoras, novas mídias e tecnologias (digitais e analógicas).

Os encontros acontecerão duas vezes ao mês, de junho a outubro, com oficinas, debates, masterclasses e pocket shows para o público ávido em saber mais sobre a transição entre a era digital e pós-digital, e a utilização destas técnicas científicas em trabalhos artísticos.

Os debates acontecerão no auditório e as oficinas, masterclasses e pockets shows na sala 26, ambos no 4º andar. A entrada é gratuita, com senhas disponibilizadas uma hora antes dos eventos.

A programação foi pensada para um público da era pós-digital e que é realizada, em boa parte, por eles mesmos, representados por artistas e profissionais autônomos, que lidam com a modernidade do seu tempo – não por acaso, a premissa do projeto é Tecnologia e Autonomia.

Os assuntos serão divididos a cada mês: Tecnologia e Autonomia (dias 13 e 14 de julho), Música Independente (dias 10 e 11 de agosto), Cidades Criativas (dias 14 e 15 de setembro) e Empoderamento Digital (dias 12 e 13 de outubro).  “Discutir sobre o pós-digital é uma demanda contemporânea nesse tempo em que a intersecção do digital com o real requer novos posicionamentos da sociedade. O projeto Espaço Sideral propõe reflexões sobre as possibilidades oferecidas pela tecnologia no que diz respeito à empreendedorismo, produção e distribuição de conteúdos culturais”, avalia Fábio Cunha, Gerente Geral do CCBB Rio.

Nomes como Juçara Marçal, André Anastacio, Vitor Brauer, MC Marechal, Jez Soares, Camila Pimenta, Negro Léo, André Anastacio, MV Bill, Jonathan Tadeu, Cadu Tenório, Digital Dubs, Vitor Isensee (atual Braza, ex-Forfun) e Carlos Oliveira , entre outros craques que se valem da tecnologia para a criação artística, estão na extensa grade da programação, que vem tinindo com as masterclasses Videomapping e democracia disruptiva , Faça sua própria turnê e Experimentando Media Arts , além da Oficina Eletrônica Artística Sonora , além mais outras atrações que dialogam com o espinha dorsal do projeto.  

A ideia do Espaço Sideral foi nascendo à medida que seus integrantes  produziam seus projetos, em vários coletivos e movimentos que atuam nas diferentes zonas da cidade do Rio de Janeiro e que têm como premissa a ocupação de espaços públicos, no melhor estilo “faça você mesmo”. “Quermesse”, “Faz na Praça”, “Viaduto Laranjeiras”, “Festival Intersessão”, “Rádio Libertá” e “Subsolo”  são alguns dos movimentos que foram referência para o Espaço Sideral.  O norte utilizado pela equipe foram as artes visuais, as novas sonoridades e experimentações da música independente e o creative coding. “Pela primeira vez, vários desses produtores e artistas estão atuando dentro de um espaço cultural institucional, entendendo o ambiente do CCBB como espaço público e democrático que também deve ser ocupado e ressignificado”, diz Victor Belart, coordenador de comunicação. 

O Espaço Sideral tem como premissa estimular o desenvolvimento de ações criativas, culturais e artísticas – com uma formação de rede para implementá-las, além de estimular a formação de platéia para as novas linguagens artísticas, fomentando a produção artística e a inovação cultural. Segundo Victor Belart, o projeto conta com representantes de todas as regiões do Rio que se conheceram organizando ações que geram energia e movimento a espaços públicos da cidade como ruas, praças e universidades. “Entendemos esses espaços como a personificação mais clara da vida em comunidade”, completa.

“Desejamos mostrar, de forma prática e lúdica, que a criação e a difusão de serviços e produtos culturais e artísticos se tornam acessíveis na sociedade da informação que vivemos hoje, não sendo necessários investimentos de alto custo, mas criatividade, conectividade em redes, acesso ao conhecimento e empoderamento digital”, finaliza a coordenadora do projeto Gisele Andrade, da produtora Iluminura Ideias e Ideais.

Programação completa:&

Serviço: Projeto Espaço Sideral

Datas: de 13 de julho a 13 de outubro (quintas e sextas)

Horários: consultar programação

Local: Centro Cultural Banco do Brasil Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro

Entrada Gratuita, senhas distribuídas 1 hora antes Lotações: 90 lugares (sala 26) e 80 lugares (auditório)

Classificação: 12 anos

Mais informações:  (21) 3808-2007 | [email protected]  

CCBB Rio recebe o Projeto Espaço Sideral a partir de 13 de julho

Con Información de Jornal do Brasil

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

Add comment

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *