BRASIL: Turquia volta a prender presidente de Anistia Internacional após soltá-lo - EntornoInteligente

OGlobo /

ISTAMBUL – O presidente da Anistia Internacional na Turquia, Taner Kiliç, julgado pela acusação de pertencer a uma “organização terrorista”, foi detido novamente nessa quarta-feira à noite, poucas horas depois de um tribunal de Istambul ordenar sua liberdade condicional.

Kiliç foi preso em junho de 2017 e esteve detido desde então, acusado de pertencer ao movimento do líder religioso Fethullah Gülen, que o governo de Ancara considera o cérebro do golpe fracassado de julho de 2016.

Durante uma audiência na quarta-feira, um tribunal de Istambul ordenou a liberdade condicional ao ativista, mas imediatamente depois uma nova ordem de detenção foi emitida. Kiliç foi levado para uma delegacia de Izmir, cidade do oeste do país na qual já estava preso, anunciou a ONG durante a noite.

Kiliç é julgado ao lado de outros 10 ativistas dos direitos humanos, que receberam liberdade condicional, entre eles uma diretora da Anistia na Turquia, Idil Eser, um cidadão alemão, Peter Steudtner, e um ativista sueco, Ali Gharavi, todos acusados de ajudar três “organizações terroristas”: o movimento de Gülen, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e um grupo minoritário de extrema-esquerda chamado DHKP-C.

O caso aumentou a preocupação com a deterioração das liberdades individuais na Turquia depois da tentativa de golpe de Estado que resultou na detenção de 55 mil pessoas, entre eles jornalistas, críticos do governo e cidadãos comuns.

BRASIL: Turquia volta a prender presidente de Anistia Internacional após soltá-lo

Con Información de OGlobo

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi